Navegação

Docas do Rio começa a informatizar acesso ao Porto

Mudança preparada por Docas do Rio dispensa burocracia: acesso de veículos e pessoas será controlado por um sistema integrado ao agendamento dos terminais

16 de junho de 2020
Docas: informatização vai gerar banco de dados para a Autoridade Portuária (divulgação)

Compartilhe essa notícia:


A Companhia Docas do Rio de Janeiro (CDRJ) iniciou testes para implantação de um sistema informatizado que permitirá o acesso de veículos e pessoas sem a presença de um funcionário. A inovação beneficiará os envolvidos na cadeia logística do comércio exterior, com ganhos em agilidade, segurança e economia.

O sistema utilizado foi desenvolvido e doado pelas empresas arrendatárias dos terminais, como a MultiRio, ICTSI Rio e Triunfo Logística, por meio do Sindicato dos Operadores Portuários do Estado do Rio de Janeiro (Sindoperj). O processo também teve a participação ativa da Associação dos Usuários dos Portos do Rio de Janeiro (Usuport-RJ) e de representantes do setor de transportes de cargas.

Para o diretor-presidente da ICTSI Rio, Roberto Lopes, o sistema SGAD mostra como a mobilização organizada das partes envolvidas é capaz de produzir soluções para problemas comuns às empresas do Porto.

Porto do Rio de Janeiro
Porto do Rio, administrado pela Companhia Docas (Tania Rêgo/Ag. Brasil)

“O SGAD é conectado ao sistema de agendamento dos terminais arrendados, aumentando a segurança e eficiência das operações, e permite o monitoramento de todos os acessos em tempo real, o que vai gerar um importante banco de dados para a Autoridade Portuária exercer sua atribuição de garantir a segurança das instalações e operações”, afirma Lopes.

 


LEIA MAIS

Guia do Mercado Imobiliário orienta quem quer investir em imóveis

Prefeitura testará coronavírus em 5 mil taxistas no Sambódromo

Baía de Guanabara tem poluição menor e mais lixo recolhido


Segundo o gerente de Desenvolvimento de Negócios da CDRJ, Eduardo Miguez, não haverá mais a necessidade de o usuário ir até a sede da Guarda Portuária com diversos documentos para dar entrada no processo de permissão para acesso ao porto: “O interessado deverá fazer o upload dos documentos no sistema SGAD. Em seguida, a Guarda os analisa e, se estiver de acordo, aprova a permissão pelo sistema.”

Docas do Rio e o acesso de caminhões

Quanto ao acesso de caminhões, Miguez explica que os transportadores deverão cadastrar suas empresas e funcionários no sistema. “Quando realizarem o agendamento junto aos terminais, o sistema já vai identificar se o transportador e o caminhoneiro estão cadastrados e aptos para acessar o Porto. Quando finalizar o agendamento, o sistema irá gerar um QRCode que deverá ser apresentado pelo motorista ao guarda portuário no portão de acesso”, detalhou.

Depois que o sistema estiver funcionando no Porto do Rio de Janeiro, a CDRJ pretende implantá-lo também no Porto de Itaguaí.