Deputados vão tentar manter os horários das barcas de Paquetá | Diário do Porto

Mobilidade

Deputados vão tentar manter os horários das barcas de Paquetá

Assembleia Legislativa promete transferir R$ 5 milhões para que a concessionária CCR Barcas não interrompa horários de viagens para Paquetá

15 de fevereiro de 2020


Vista de praia na Ilha de Paquetá (foto: Prefeitura do Rio)


Compartilhe essa notícia:


A Alerj (Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro) decidiu transferir R$ 5 milhões de seu orçamento para manter sem alterações a grade de horários das barcas que servem a ilha de Paquetá. A solução é emergencial e tem o objetivo de compensar a concessionária CCR Barcas, que havia decidido diminuir a frequência das viagens, alegando prejuízos mensais com a operação.

Os R$ 5 milhões serão primeiramente transferidos pela Alerj ao Governo do Estado, a quem cabe o relacionamento com a empresa concessionária. O grupo controlador da concessionária já vem tentando na Justiça o encerramento total do contrato, o que significa que não tem mais interesse em realizar os serviços de transporte de passageiros em sua linhas na Baía de Guanabara.

O deputado Márcio Pacheco (PSC), líder do Governo na Alerj, afirma que será realizada uma licitação para a escolha de uma nova empresa concessionária para as barcas. Entretanto, a nova licitação dificilmente vai acontecer em 2020, segundo o secretário de Estado de Transportes, Delmo Pinho. “O edital que foi preparado anteriormente foi invalidado pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-RJ). Já fizemos um termo de referência novo, mas essa licitação é muito complexa. Esta é a segunda concessão mais antiga do Brasil”, diz o secretário.

 


LEIA MAIS

MPF acusa Petrobras de poluir a Baía e pede paralisação da Reduc

Marinha quer construir 320 apartamentos no Porto Maravilha

20 anos após desastre da Petrobras, Mangue Vivo luta pela Baía


A situação tem colocado os moradores de Paquetá em apreensão, desde dezembro de 2019. No trajeto para a ilha, foram retirados 5 horários das barcas durante a semana e 11 no final da semana.

Os moradores vêm realizando protestos contra a alteração e o movimento contou com a solidariedade de várias personalidades, entre elas o cantor Chico Buarque, o arcebispo Dom Orani Tempesta e a atriz Ângela Vieira. Também foi criada a #RespeitaPaqueta para tentar aumentar a adesão aos protestos.

O presidente da CCR Barcas, João Daniel Marques, afirmou que durante o Carnaval as reduções nas viagens de barca para Paquetá não estarão valendo e o horário voltará a ser o habitual. Para quem quiser visitar a ilha, a concessionária mantém em seu site informações sobre os horários e preços das viagens. Veja em http://www.grupoccr.com.br/barcas/linhas-horarios-tarifas