Déficit de R$ 21,5 bi em 2022 será analisado pela Alerj | Diário do Porto

Economia

Déficit de R$ 21,5 bi em 2022 será analisado pela Alerj

Alerj começa a apreciar em maio proposta que prevê gastos de R$ 90,6 bilhões pelo Governo do RJ, mas com arrecadação que não passa de R$ 69,1 bilhões

20 de abril de 2021
Déficit no orçamento do Estado será analisado pela Alerj em maio (foto: Alerj / Divulgação)


Compartilhe essa notícia:


No próximo ano, o Estado do Rio de Janeiro deve ter despesas totais por volta de R$ 90,6 bilhões, com receita líquida de R$ 69,1 bilhões, o que geraria um déficit de R$ 21,5 bilhões. Estas são as principais projeções previstas no projeto de lei de Diretrizes Orçamentárias de 2022 (PLDO) que foi enviado pelo Poder Executivo para a análise da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj).

As principais fontes de receitas estaduais são com impostos e tributos, que correspondem a 66,6% das receitas totais. A previsão é que o Estado arrecade em 2022 mais de R$ 39,5 bilhões somente com o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).

Déficit do próximo ano é inferior ao de 2021

Outra importante fonte de renda estadual é com royalties e participações especiais de petróleo e gás, com uma previsão de arrecadação de R$ 15 bilhões em 2022. Já com relação as despesas, o maior gasto seria com o pagamento de pessoal e encargos sociais, com uma previsão de R$ 46,1 bilhões.

Estes dados demonstram um aumento de 22,7% na receita bruta estadual, comparado com a previsão da LDO de 2021. Com isso, a previsão do déficit para o próximo ano tem uma redução de quase R$ 6 bilhões se comparado com a LDO de 2021. Para a formulação do orçamento de 2022, que acontecerá no final deste ano, os dados podem ser alterados com base em novas previsões.

 


 

LEIA TAMBÉM:

Compra de imóveis tombados ganha incentivo da Alerj

Santos Dumont e rodovias Rio-Santos e Dutra vão a leilão até 2022

Governo e Fecomércio RJ lançam o programa Palácios do Povo