Cury vende todos apartamentos da 1ª torre no Porto | Diário do Porto


Imóveis

Cury vende todos apartamentos da 1ª torre no Porto

Construtora Cury comemora sucesso na venda total dos primeiros 470 apartamentos no Porto Maravilha e prepara lançamento da 2ª torre para agosto

4 de julho de 2021

A Cury teve o prefeito Eduardo Paes, no lançamento do Rio Wonder Residences (Foto: Cdurp / Divulgação)

Compartilhe essa notícia:


A Cury Construtora, responsável pelo primeiro lançamento residencial do Porto Maravilha, anunciou que já foram vendidos todos os 470 apartamentos da primeira das 3 torres previstas no empreendimento. Localizado próximo à Rodoviária do Rio, o projeto destina-se a famílias com renda mensal de R$ 6 mil a R$ 11 mil.

Chamadas de Cury Rio Wonder Residences, as 3 torres contam com studios e unidades de 1 e 2 dormitórios. A primeira, totalmente vendida, tem previsão de entrega para junho de 2024. A apresentação da segunda está prevista para agosto e, conforme a demanda, a terceira torre poderá também ser lançada este ano.

O vice-presidente comercial da Cury Construtora, Leonardo Mesquita, afirmou que a empresa chegou ao Porto Maravilha confiando no sucesso do negócio e com previsão de firmar seu nome como uma das principais investidoras da operação urbana.

Cury é a primeira a lançar imóveis residenciais no Porto Maravilha

“O Rio Wonder é um lançamento muito sonhado. Batalhamos para conseguir desenvolver a oportunidade do primeiro empreendimento residencial para o Porto Maravilha. Ao trazer moradores para uma região onde existiam apenas prédios comerciais, carregamos uma nova bandeira, mostrando que a Região Portuária do Rio é o novo vetor de crescimento e desenvolvimento da cidade”, afirmou.

Segundo a construtora, seu investimento na compra do terreno e dos Cepacs (Certificados de Potencial Adicional de Construção) foi de R$ 48 milhões.

O preço dos imóveis variam de R$ 195 mil a R$ 400 mil, a maioria acima dos limites do Casa Verde e Amarela, programa do Governo Federal que substituiu o Minha Casa Minha Vida. Os apartamentos podem ser financiados com recursos da poupança.


LEIA TAMBÉM:

Cassinos, no exterior, preparam-se para o pós-pandemia

Depois do Reviver Centro, vem aí o Porto Maravalley

Galeão é prioridade, dizem Castro e Paes a ministro