Crivella e VLT têm reunião para tratar da Linha 3 | Diário do Porto


Mobilidade

Crivella e VLT têm reunião para tratar da Linha 3

Obras estão prontas, mas inauguração da Linha 3 do VLT foi suspensa porque a prefeitura interrompeu os pagamentos com o objetivo de rever o contrato

16 de janeiro de 2019

Estação Central do VLT terá ação no Setembro Amarelo (Divulgação/VLT Carioca)

Compartilhe essa notícia:


VLT na Central
Linha 3 do VLT vai ligar a Central do Brasil ao aeroporto (Foto: Divulgação/VLT Carioca)

O impasse sobre o VLT e a inauguração da Linha 3, ligando a Central ao Aeroporto Santos Dumont, será o tema da conversa do prefeito Marcelo Crivella com o presidente da concessionária que administra o sistema, Marcio Hannas. A reunião será nesta sexta-feira para “discutir o reequilíbrio econômico e financeiro do contrato e debater as questões relativas à futura operação da Linha 3”, segundo a Prefeitura.

O prefeito disse ter pedido a reunião para discutir “um novo contrato que seja justo”. A Prefeitura, segundo ele, “não pode arcar com sonho que não se realizou, senão o sonho vai virar pesadelo”.

A Prefeitura parou de pagar ao VLT os valores previstos no contrato, o que tornou imprevisível a inauguração da Linha 3 após um ano de obras ao longo da Avenida Marechal Floriano. A Prefeitura alega que, quando o contrato foi assinado, a previsão para o VLT era de 260 mil passageiros/dia. Hoje, este número está em torno de 60 mil. As outras 200 mil passagens, segundo a Prefeitura, são subsidiadas com dinheiro público. É essa a revisão que o prefeito quer fazer.

“Vamos sentar para conversar com os números nas mãos e uma visão mais realista e fazer uma coisa que seja sustentável. Porque muitas coisas que foram feitas na administração passada são insustentáveis. Quando veio a realidade, e ela sempre vem, a gente verificou que é preciso reajustar os números e faremos isso com muito equilíbrio, com muita ponderação, para que a cidade do Rio tenha um bom VLT e isso não pese mais nos ombros dos cariocas”, disse o prefeito.

 


VEJA MAIS:

Prefeitura não paga, e Linha 3 do VLT não funciona

Rio redescobre Av. Marechal Floriano com Linha 3 do VLT

Novas estações do VLT homenageiam cultura africana


 

A Linha 3 ligará a Central do Brasil ao Santos Dumont via avenidas Marechal Floriano e Rio Branco, com intervalos de 7 minutos entre trens. Serão três novas paradas e trechos compartilhados com as linhas 1 e 2, permitindo a redução de intervalos para 3,5 minutos na região da Central e na Av. Rio Branco.

A operação da Linha 3 representa a consolidação do VLT Carioca. Além dos terminais Central (que hoje atende à linha 2) e Santos Dumont (linha 1) e das três novas paradas, o trecho da linha 3 compartilhará também com a linha 1 as paradas Candelária, Sete de Setembro, Carioca, Cinelândia e Antônio Carlos. Serão, assim, 10 paradas/estações no percurso.


/