Serviços dos Correios em Paquetá são paralisados com a pandemia | Diário do Porto

Pandemia

Serviços dos Correios em Paquetá são paralisados com a pandemia

Operação de contingência é montada para higienizar agência dos Correios em Paquetá, fechada há um ano, e entregar cartas e encomendas a moradores, represadas desde junho

16 de julho de 2021


Encomendas dos Correios em Paquetá deve ser normalizada nesta semana (Foto: Divulgação)


Compartilhe essa notícia:


A paralisação dos serviços dos Correios em Paquetá, por conta dos impactos da pandemia do novo coronavírus, vem causando muitos transtornos aos moradores. Com os únicos dois carteiros que atendiam à ilha internados com Covid-19, um deles intubado, a população está há pelo menos duas semanas sem receber correspondências e encomendas. A expectativa é que a agência local dos Correios – fechada há um ano – reabra somente no final de julho.

A moradora Patrícia Silva relata que está aguardando a entrega de medicamentos para a filha doente. “Sinto muito pelos carteiros, que eles fiquem curados. Porém, eu tenho uma medicação importante da minha filha. Ela está presa nos Correios desde o dia 26 de junho. Fomos várias vezes sem sucesso para retirar a medicação”, escreveu ela na página do Facebook da Associação de Moradores de Paquetá (Morena).

Para tentar diminuir os transtornos aos moradores que aguardam correspondências e encomendas importantes, a diretoria da Morena buscou uma solução temporária e paliativa junto à empresa, para que os serviços possam ser retomados já a partir da próxima semana. Após a higienização da agência dos Correios de Paquetá na quinta-feira 15, foi reiniciada nesta sexta (16) a entrega de correspondências na ilha.

A Reate 01 RJ, unidade da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) à qual a agência de Paquetá está subordinada, informou que disponibilizou uma funcionária para a operação de limpeza da agência. Também contratou mão de obra temporária (quatro entregadores) que já estão circulando nas ruas da ilha, distribuindo uma primeira carga de cerca de 350 envelopes na residência dos destinatários.

Já o envio da carga de encomendas (pacotes, etc.) deve ser normalizado no início da semana que vem, possivelmente na segunda-feira 19. Também de acordo com as informações da Reate 01 RJ à Morena, será deslocado para Paquetá um coordenador de operações já no início da semana para auxiliar na organização das muitas encomendas represadas há semanas.

Agência dos Correios de Copacabana é responsável pelas entregas em Paquetá (Foto: Divulgação)

LEIA TAMBÉM

Variante Delta da Covid-19 deixa Paquetá em alerta

Paquetá terá evento em setembro, após segunda dose

Não é de carnaval que a Ilha precisa. RespeitaPaquetá


Mobilização para reabrir Correios em Paquetá

Em nota, a diretoria da Morena informou que se mobilizou para cobrar soluções dos Correios após monitoramento junto aos moradores, pesquisa na internet e ida presencial à sede da empresa na Cidade Nova e na unidade Reate 01 RJ, em Copacabana. Segundo a entidade, a gerente da Reate 01-RJ, Juliana Barbi, informou vários motivos para a paralisação das atividades da agência Paquetá.

De acordo com Juliana, o Correios enfrenta grande número de afastamentos de funcionários que integram grupos de risco para a Covid, além do alto número de funcionários falecidos, desde o início da pandemia. A gerente regional do Correios explicou que quando um funcionário testa positivo para a Covid, não somente ele é afastado, mas todos os que tinham contato com o mesmo.

A Unidade de Distribuição da Rua Primeiro de Março – que armazena e distribui correspondências e encomendas para mais de 10 agências do Centro do Rio – foi interditada, subitamente, há semanas, por conta de alegadas irregularidades em obras no prédio. Era aguardada uma vistoria do Corpo de Bombeiros para regularização.

Operação provisória nos Correios em Paquetá

Os problemas causaram impacto não apenas em Paquetá, mas em todas as agências do Centro da cidade. Diante desse cenário, a Morena propôs e obteve a concordância da gerência da Reate 01 RJ para uma operação provisória, para realizar a limpeza na agência da ilha, colocar uma funcionária do edifício sede para atuar em Paquetá e enviar a carga de correspondências e encomendas para a agência local.

Os moradores irão à agência de Paquetá para receber seus envelopes e encomendas, com documento de identidade com foto ou procuração do destinatário. A própria associação de moradores ficou de divulgar junto aos moradores as datas e horários para comparecer à agência. Ainda segundo a associação, as medidas fazem parte de “um plano de contingência, ainda distante da normalidade dos serviços, mas é um começo essencial para a situação aflitiva de muitos paquetaenses que dependem de forma direta desses serviços”.

“Esta solução provisória fica longe da normalidade dos serviços dos Correios, mas é a possibilidade mais imediata para a aflição e dificuldades de todos os moradores, em especial daqueles que dependem diretamente desse fluxo dos Correios”, disse Guto Pires, presidente da Morena. Além de agradecer pelo plano de contingência, a associação se solidarizou aos trabalhadores dos Correios “frente à tentativa, em curso, de privatização dessa relevante empresa pública”.