Saúde

Coronavírus: Espanha ‘estatiza’ hospitais para atender população

Como rede pública não é suficiente para atender as vítimas da pandemia de coronavírus, a Espanha anunciou que vai intervir nos hospitais privados

17 de março de 2020
Ambulância em Madri: setor público não é suficiente para os infectados pelo coronavírus (Deposit Photos)

Compartilhe essa notícia:


A Espanha vai intervir nos hospitais privados, submetendo suas dependências à gestão estatal, para garantir atendimento a todos durante o período de pandemia do coronavírus. A decisão, anunciada ontem pelo Ministério da Saúde daquele país, parte da constatação de que as unidades públicas não têm conseguido lidar com a demanda de necessitados, sendo necessário o reforço das instituições privadas.

Segundo o último boletim epidemiológico da OMS (Organização Mundial de Saúde), a Espanha é o sexto país com maior quantidade de casos de covid-19: foram 7.753 casos confirmados e 288 mortes até ontem à tarde.

“Durante o período de epidemia de covid-19, os cuidados com a saúde da população não podem ser atendidos adequadamente apenas com os recursos materiais e humanos atribuídos a cada comunidade autônoma. Portanto, eles terão à sua disposição centros e estabelecimentos de saúde privados, seus funcionários, e as sociedades focadas em acidentes de trabalho”, diz o decreto espanhol. Veja a íntegra:

 

Decreto espanhol
O decreto do governo espanhol sobre o combate à pandemia