Consultora de moda dá dicas bem cariocas de estilo e diz "não" ao salto alto | Diário do Porto

Geral

Consultora de moda dá dicas bem cariocas de estilo e diz “não” ao salto alto

Estampas florais, de onça ou xadrez, tênis com calça social, biquínis grandes e um “não” aos saltos altos. Na moda, o que vale é o conforto, a praticidade e a personalidade, diz Camilla Villas (foto).

16 de abril de 2018




Compartilhe essa notícia:


Camilla se encantou com o Porto Maravilha, palco do evento de moda. Foto: Divulgação

Por Pablo Vallejos (CoCriato)

Estampas florais, de onça ou xadrez, tênis com calça social, biquínis grandes e um “não” aos saltos altos. Na moda, o que vale é o conforto, a praticidade e a personalidade. A consultora de moda Camilla Villas, 30 anos, que marcou presença no evento Veste Rio, no Pier Mauá, conversou com o DIÁRIO DO PORTO para dar algumas dicas descontraídas sobre estilo.

A autora do Blog da Ca defende saltos baixos ou rasteiros para as mulheres. “A principal tendência é a flatform, que está em alta e já se encontra presente nas coleções do verão 2019. Lembrando que quanto mais baixo for, mais confortável vai ser. As mulheres também podem optar por sapatilhas de bico fino ou arredondado, além dos mules sem salto e que são abertos atrás. Uma forte tendência do inverno passado que ainda continua”, analisa.

Além dessa “bandeira”, Camilla também fala sobre quebra de paradigmas, em prol de ideias mais informais para um novo jeito de se vestir. Um exemplo: o uso de tênis mesclado com a roupa formal. “Com certeza dá para usar tênis para trabalhar. E, para deixar mais elegante a combinação, a dica é usar calça de alfaiataria ou de linho. Esses tecidos e cortes mais trabalhados farão a diferença”, promete.

Segundo ela, a moda do momento nas ruas são as estampas florais ou de onça. Além disso, com a iminência do inverno carioca, ressurge o “xadrez de vó” (Xadrez Príncipe de Gales), com foco nas cores bege, marrom, amarelo, preto e branco. “As pessoas se ligam muito em tendências e se vão estar na moda. Mas não é uma regra. Primeiro, tem que se pensar no conforto e, depois, em se sentir bem e também avaliar se a roupa em questão fica bem no corpo”, afirma.

No VesteRio, que ocorreu de quarta a domingo (11/04 a 15/04), a consultora passou pelo Salão de Negócios e conferiu as tendências para o verão 2019. “Os biquínis estão cada vez maiores. As hotpants são tendência. As peças estão cada vez com mais pano, o que é uma influência dos anos 60. Bordados com brilhos texturizados também estão em alta.”

De 17 a 21 de outubro deste ano, o Veste Rio retorna ao Porto Maravilha, com a edição outono/inverno. “A Zona Portuária pode, com certeza, levantar debates e inovação para o mercado da moda. Tem um lado cultural muito forte e é bem localizada. Eu acho que é um lugar seguro e de fácil acesso”, afirma Camilla.