Conservação do Rio terá o triplo do orçamento em 2022 | Diário do Porto


Rio

Conservação do Rio terá o triplo do orçamento em 2022

Previsão orçamentária é de R$607 milhões. Recursos serão utilizados principalmente em ações de conservação e reparo das vias do Rio

11 de novembro de 2021

Conservação e limpeza terão orçamento turbinado em 2022 (Mauricio Lobo /Comlurb)

Compartilhe essa notícia:


Para 2022, a Secretaria Municipal de Conservação (Seconserva) terá um orçamento três vezes maior que o aprovado para este ano, passando de R$205 milhões para R$607 milhões. O valor será investido em serviços de reparo, conservação e manutenção nos quase 49 mil logradouros do Rio. O orçamento foi tema da audiência pública realizada nesta quinta-feira na Comissão de Finanças, Orçamento e Fiscalização Financeira da Câmara dos Vereadores do Rio. No encontro foi discutida a previsão orçamentária para o exercício financeiro de 2022 e o Plano Plurianual 2022-2025 da Seconserva e da Companhia de Limpeza Urbana (Comlurb).

A secretária municipal de Conservação, Anna Laura Valente Secco, destacou algumas das ações da pasta que já foram realizadas e que devem ser ampliadas nos próximos anos. “Até 31 de outubro já foram tapados mais de 100 mil buracos, 39 mil caixas de ralo foram limpas, e mais de 125 mil metros de galerias de águas pluviais foram desobstruídas. Também foram instaladas e repostas grelhas e tampões, um problema enorme que temos, pois há muitos furtos desse material. Foram ainda quase 50 mil m2 de calçadas recuperadas, além de ações de demolição, manutenção de monumentos e chafarizes”, relata a secretária.

O subsecretário da pasta, João Luiz Reis, explicou que as ações previstas atendem todas as vias do Rio, de acordo com as demandas que surgirem. “A gente tem o planejamento de atuação no dia a dia, mas se na madrugada há uma chuva, a programação pode mudar e no dia seguinte a gente ter que se direcionar para outras vias diferentes das que a gente planejou. Mas estamos aptos a atuar em todos os logradouros da cidade com serviços de conservação”, complementa João Luiz Reis.


LEIA TAMBÉM:

Alerj alerta para risco de falência do Galeão

Economistas propõem tributar os mais ricos para reduzir a pobreza

Muito chope e samba do bom na volta do Amarelinho


Recursos para limpeza do Rio

O orçamento da Comlurb para 2022 é de R$2,3 bilhões, um aumento de quase R$326 milhões comparado com a previsão deste ano. Além do que é repassado pelo Tesouro, o órgão tem recursos provenientes de contratos com o próprio setor público, como as escolas e unidades de saúde municipais, bem como da iniciativa privada.

Uma parcela expressiva do valor, R$105,5 milhões, será utilizada na compra e modernização de equipamentos utilizados na remoção de resíduos sólidos, sobretudo para limpeza de comunidades, praias, túneis, praças e parques da cidade. Também haverá investimentos na ordem de R$18 milhões para investimentos em tecnologia, como a compra de computadores e disponibilização de rede wi-fi nas gerências da Comlurb.

Estiveram presentes na audiência a vereadora Rosa Fernandes (PSC) e Prof. Célio Lupparelli (DEM), respectivamente presidente e vice-presidente da Comissão de Finanças, Orçamento e Fiscalização Financeira, além dos vereadores Pedro Duarte (Novo) e Marcio Santos (PTB).

 

 


/