Conheça os secretários anunciados por Eduardo Paes | Diário do Porto

Política

Conheça os secretários anunciados por Eduardo Paes

Eduardo Paes anunciou secretários ligados a partidos da velha política do Rio e também apostou na representatividade de negros e mulheres

10 de dezembro de 2020
Eduardo Paes já escolheu os principais nomes do seu secretariado (Divulgação)

Compartilhe essa notícia:


O quebra-cabeça de montagem do primeiro escalão da Prefeitura do Rio de Janeiro a partir de janeiro de 2021 está praticamente montado. O prefeito eleito, Eduardo Paes, aposta em nomes muito jovens e com presença forte no cenário político. Desta vez, também abriu espaços importantes para as mulheres. Já o pequeno número de pessoas negras é uma decepção para os ativistas da igualdade racial.

A derrota para o governo do Estado em 2018 parece ter inspirado o ex e futuro prefeito a valorizar a interlocução com segmentos organizados da sociedade, escalando nomes de maior projeção e representatividade. Ele recebeu 64% dos votos válidos no segundo turno, derrotando o atual prefeito, Marcelo Crivella, cuja estratégia foi o oposto: governou com secretários de pouca expressão política, com algumas exceções.

O prefeito eleito tem sinalizado que a saúde será a prioridade. Não poderia ser diferente, pois o Rio de Janeiro tem uma das mais dramáticas situações do país em contaminação e mortes pela Covid 19. Para conduzir a cidade durante a pandemia, Paes chamou de volta o médico sanitarista Daniel Soranz, pesquisador da Fiocruz, que já comandou a pasta.

A escolha do deputado federal Pedro Paulo, seu braço direito, para a Secretaria de Fazenda, indica preocupação com a situação dramática das contas da Prefeitura. Para a região central da cidade, incluindo o Porto Maravilha, a expectativa é grande com a escolha de Washington Fajardo (Planejamento Urbano), o jovem Chicão Bulhões, que renunciou ao cargo de deputado estadual para ser secretário de Desenvolvimento Econômico.

Conheça os próximos secretários da Prefeitura do Rio de Janeiro:

Daniel Soranz (Saúde)

Daniel Soranz
Soranz já ocupou o cargo na gestão anterior (Divulgação)

O médico sanitarista e especialista em Medicina da Família e Comunidade foi o primeiro nome a ser confirmado por Eduardo Paes para compor seu governo, ainda na campanha. Soranz, funcionário da Fiocruz, volta ao comando da Secretaria de Saúde, que já comandou entre julho de 2014 e dezembro de 2016, na segunda gestão de Paes na Prefeitura. Antes, esteve à frente da Subsecretaria de Atenção Primária, Vigilância e Promoção da Saúde.

Pedro Paulo Carvalho (Fazenda)

Pedro Paulo
Braço direito de Paes, Pedro Paulo quer “ajuste fiscal duro e justo”

O deputado federal Pedro Paulo Carvalho (DEM-RJ) é um dos principais homens de confiança de Eduardo Paes. Ele está em seu terceiro mandato como deputado federal, e foi chefe da Casa Civil do prefeito. Pedro Paulo foi candidato à prefeitura em 2016, mas o segundo turno ficou entre Crivella e o deputado Marcelo Freixo (Psol).

Pedro Paulo será secretário de Fazenda, Planejamento e Controladoria. Nas redes sociais, ele afirmou: “O cenário fiscal do município é trágico. Mas vamos trabalhar para cumprir compromissos assumidos pelo prefeito Eduardo Paes com servidores e a toda a população. O Rio vai virar a chave com planejamento, trabalho e um ajuste fiscal duro e justo.”

 

Washington Farjado (Planejamento Urbano)

Washington Fajardo
Fajardo quer projetos residenciais no Centro do Rio (Plurale)

No primeiro mandato de Eduardo Paes, Fajardo foi presidente do Instituto Rio Patrimônio da Humanidade e do Conselho Municipal de Proteção ao Patrimônio Cultural, além de assessor do prefeito para assuntos relacionados ao urbanismo.

O futuro secretário é uma esperança para moradores e empreendedores do Porto Maravilha. Ele considera que a região central deve ser uma prioridade e está carente dos serviços mais básicos, como atendimento à população em situação de rua, poda de árvores e limpeza.

Washington Fajardo já deu algumas dicas de como vê o processo de ocupação do centro por mais moradores. Segundo ele, os trechos entre a Praça da República, a Praça Tiradentes e a Rua Sete de Setembro têm grande potencial para projetos residenciais, com o aproveitamento de imóveis históricos tombados ou preservados.

 

Chicão Bulhões (Desenvolvimento Econômico)

Chicão Bulhões
Chicão renunciou ao mandato para assumir pasta

O jovem deputado Chicão Bulhões já chegou dando um sinal forte da disposição para abraçar a causa do desenvolvimento econômico da cidade. Pressionado pelo seu partido, o Novo, a recusar o convite de Paes, abriu mão do mandato de deputado estadual para aceitar a missão.

Chicão é advogado com atuação focada em empreendedorismo, inovação e startups. Cursou Business Law pela Fordham University, em Nova Iorque. Foi da Associação Brasileira de Propriedade Industrial (ABPI) e da Associação Internacional pela Proteção da Propriedade Industrial (AIPPI).

A secretaria de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Desburocratização é estratégica para o Porto Maravilha, que tem estrutura e vocação para se tornar um hub de inovação no país. Chicão quer desburocratizar e agilizar a concessão de licenças urbanísticas e ambientais. Não será um trabalho fácil.

Marcelo Calero (Governo e Integridade Pública)

Marcelo Calero
Calero comandará Secretaria de Integridade Pública, uma inovação

Em seu primeiro mandato de deputado federal, Marcelo Calero (Cidadania) foi anunciado para o cargo de secretário de Integridade e Governo,  órgão  responsável por implantar medidas de transparência e anticorrupção no governo.

Ex-secretário de Cultura do Rio (gestão Paes), Calero foi ministro da Cultura de Michel Temer por seis meses. Ele ficou conhecido nacionalmente como incorruptível ao barrar e denunciar as pressões do então ministro da Secretaria de Governo da Presidência, Geddel Vieira Lima, para construir um prédio de luxo em Salvador, com gabarito acima do permitido e em dissonância com o conjunto arquitetônico da área.

Cristiano Beraldo (Turismo)

Cristiano Beraldo
Beraldo terá que reverter problemas da gestão anterior

Beraldo (PSDB) foi coordenador do plano de governo da campanha de Eduardo Paes para prefeito. Ele assumirá uma das mais importantes pastas para o Rio de Janeiro e não terá um trabalho fácil pela frente em função da crise causada pelo Coronavírus. Caberá a ele tentar administrar uma cidade turística em plena retomada de atividades.

As decisões de Beraldo também serão importantes para a revitalização do centro e do Porto Maravilha. A região tem um forte potencial para o turismo cultural, por sua centralidade no Brasil Colônia, na chegada da Família Real, no Império e na República.

Beraldo deve valorizar a proteção e a promoção de locais históricos como o Cais do Valongo, principal ponto de desembarque de africanos no Brasil. O local foi considerado Patrimônio Cultural da Humanidade, mas praticamente nada foi feito na gestão de Crivella para atrair visitantes para o local, que sofre com sujeira e inundações frequentes.

 

Marcus Faustini (Cultura)

Marcus Faustini
Faustini foi secretário da Cultura em Nova Iguaçu

Faustini é cineasta, escritor e diretor teatral. Nascido na comunidade do Cesarão, em Santa Cruz, na Zona Oeste, tem uma longa trajetória na criação de projetos culturais em áreas periféricas da metrópole.

O novo secretário prometeu medidas emergenciais para Cultura, como elaboração de um auxílio a partir de janeiro de 2021, além de de expandir o orçamento da pasta para regiões específicas da cidade.

A Cultura, muito importante na promoção da indústria de um turismo qualificado, foi outra área muito castigada nos últimos quatro anos, com conflitos frequentes entre o prefeito e as escolas de samba e escasso diálogo do prefeito com produtores culturais.

 

Renan Ferreirinha (Educação)

Renan Ferreirinha
Ferreirinha é filho e sobrinho de professoras da rede pública
O deputado estadual Renan Ferreirinha (PSB) tem 27 anos, é economista, filho e sobrinho de professores. Ele é co-fundador do movimento Acredito, de renovação política. Formado em Economia e Ciências Políticas em Harvard, ele foi eleito para a Alerj com a bandeira da educação.
Na câmara, Ferreirinha estava presidindo a Frente Parlamentar de Monitoramento do Regime de Recuperação Fiscal do Estado do Rio. Também atuava como como presidente da Comissão de Economia, Indústria e Comércio da Assembleia Legislativa.

Joyce Trindade (Mulher)

Joyce Trindade
Joyce será mais um nome da periferia na gestão

Joyce Trindade será uma das mais jovens presenças no primeiro escalão da Prefeitura na história da cidade. Com apenas 24 anos, é de Cosmos, na Zona Oeste, estuda Gestão Pública na UFRJ e trabalha no instituto República.org, uma instituição que atua para valorizar e promover a excelência no serviço público.

A jovem foi uma das idealizadoras da campanha Onde estão os negros no serviço público?. Sua presença no alto comando da gestão municipal é uma notícia generosa para todos que militam em prol da diversidade na representação política.

 

Eduardo Cavaliere (Meio Ambiente)

Eduardo Cavaliere
Cavaliere trabalhou na campanha do prefeito eleito Eduardo Paes

Formado em direito e com apenas 26 anos de idade, Cavaliere morou na China, onde fez uma especialização em desenvolvimento de tecnologias relacionadas ao âmbito jurídico. Na campanha política de Paes desse ano, ele trabalhou na estratégia digital, sendo o responsável pela atualização das redes sociais do futuro prefeito.

A expectativa inicial era de que o Partido Verde (PV), da base aliada, indicasse o nome para o Meio Ambiente, mas isso acabou não se concretizando.  

 

Anna Laura Secco (Conservação)

Anna Laura
Anna Laura, que vai assumir a pasta de Conservação, com Paes

Anna Laura foi a primeira mulher a compor o time de secretariado. Ela será responsável pela pasta de Conservação. Participou da primeira gestão de Paes como coordenadora de promoção de eventos da Casa Civil.

 

Salvino Oliveira (Juventude)

Salvino Oliveira
Salvino Oliveira é mobilizador social e morador da Cidade de Deus

O líder comunitário Salvino Oliveira nasceu e foi criado na Cidade de Deus, grande comunidade de Jacarepaguá.   Desenvolve projetos sociais e artísticos na área, atuando como um interlocutor entre os moradores e o poder público. Na bagagem, possui formação recém-completada na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) na área de gestão pública.  Atualmente, trabalha como assessor especial da Defensoria Pública.

 

Marli Peçanha (Ação Comunitária)

Marli Peçanha
Marli vai ocupar a pasta a ser criada para a próxima gestão

A professora da rede municipal Marli Peçanha será secretária municipal de Ação Comunitária, pasta a ser criada na estrutura administrativa municipal. Eduardo Paes já trabalhou com Marli em seu primeiro cargo público, como subprefeito da Barra da Tijuca.

 

Laura Carneiro (Assistência Social e Direitos Humanos)

Laura Carneiro
Laura Carneiro já ocupou durante a gestão Cesar Maia

Recém eleita vereadora, a ex-deputada federal Laura Carneiro presidiu na Câmara a comissão de Seguridade Social e Família e esteve entre os parlamentares que elaboraram a Lei Orgânica da Assistência Social. Foi relatora de lei que criou garantias para crianças e adolescentes vítimas de violência e já ocupou a pasta na gestão de César Maia.

Filha de Nelson Carneiro, um dos políticos de maior expressão na história do Rio de Janeiro, Laura tem experiência de sobra para ajudar o prefeito nas articulações necessárias ao enfrentamento de um dos maiores problemas da cidade, a falta de amparo ao crescente número de famílias em situação de rua.

 

Guilherme Schleder (Esporte)

Guilherme Schleder
Guilherme Schleder, escolhido por Paes para Esportes

Antigo chefe de gabinete e sucessor de Pedro Paulo na Casa Civil, Guilherme Schleder já está no aquecimento para assumir a Secretaria de Esportes.  Ele foi citado na delação do marqueteiro Renato Pereira como operador de um esquema de caixa dois na reeleição de Paes, em 2012.

Schleder sempre afirmou que a acusação é falsa e que sequer participou da campanha na época. Sobre os desafios do novo cargo, destacou a recuperação de programas como Rio em Forma e o legado olímpico.

 

 

Kátia Souza (Infraestrutura)

Katia Souza
Kátia acompanhou projetos da primeira gestão de Paes

Engenheira e servidora municipal desde 2008, Kátia Souza é lotada na RioUrbe e acompanhou projetos da primeira gestão Paes, como obras olímpicas e fábrica de escolas do amanhã. Seu foco inicial na pasta será retomar projetos passados, além de adaptar cerca de 20 clínicas da família em clínicas especializadas.

 

Maína Celidiono (Transportes)

Maína Celidonio
A futura secretária diz que problema do BRT precisa ser resolvido

Paes escolheu a economista Maína Celidiono pelo currículo e pelas qualidades técnicas. Especialista em mobilidade urbana, em 2019 ela apresentou uma tese de doutorado na PUC-Rio na qual avaliou o impacto de obras de melhoria no setor nos preparativos para a Olimpíada de 2016, entre eles os corredores de BRT, a Linha 4 do Metrô e o VLT, no Centro.

A futura titular da pasta dos Transportes terá pela frente um dos maiores desafios da terceira gestão de Eduardo Paes: reorganizar o sistema de ônibus e o BRT, que já estavam em degradação na gestão de Crivella quando foram duramente afetados pela redução de passageiros durante a pandemia da Covid 19.

 

Vinícius Cordeiro (Proteção aos Animais)

Vinícius Cordeiro
Cordeiro era defendido por entidades e protetores de animais

Vinicius Cordeiro, presidente regional do Avante,  já ocupou o cargo na segunda passagem de Paes na prefeitura (2015-2016) e era um nome defendido por entidades e protetores ligados à causa. Ele, inclusive, fez campanha ao lado de Paes junto a protetores.

 

Jorge Felippe Neto (Trabalho e Renda)

Jorge Felippe Neto
O deputado estadual Jorge Felippe Neto (PSD) (Foto: Divulgação)

Jorge Felippe Neto (PSD) está no segundo mandato na Assembleia Legislativa e foi secretário de Conservação no governo de Marcelo Crivella (Republicanos). O deputado é neto do atual presidente da Câmara, Jorge Felippe (DEM), e  filho de Rodrigo Bethlem, que coordenou a campanha de Crivella, o principal adversário de Paes.

 

Helena Werneck (Pessoa com Deficiência)

Helena Werneck
Helena Werneck atua há mais de 20 anos no Instituto MetaSocial

Helena Werneck é fundadora do Instituto MetaSocial, que promove a inclusão de pessoas com deficiência através da promoção da informação e do conhecimento.  Ela iniciou a trajetória na área social em 1987, após o nascimento da filha com síndrome de Down.

Entre 2010 e 2016, ela também ocupou o cargo de secretária da Pessoa com Deficiência do PSB do Rio.

 

Brenno Carnevale (Ordem Pública)

Brenno Carnevale
Brenno Carnevale foi o delegado mais novo do Brasil, com 23 anos

Graduado em Direito pela PUC Rio, Brenno Carnevale já foi delegado da Delegacia de Homicídios da Rio, onde coordenou investigações de mortes de agentes e de óbitos decorrentes à intervenção policial entre 2016 e 2018.

Ele entrou na Polícia Civil em 2013 e já foi considerado o delegado mais jovem do Brasil quando assumiu a função com 23 anos. Nas eleições deste ano, se candidatou a vereador pelo Cidadania, mas não se elegeu.

Junior da Lucinha (Terceira Idade)

Junior da Lucinha
Junior foi eleito pela 1ª vez em 2012

O vereador Júnior da Lucinha (PL) é filho da deputada estadual Lucinha, com forte atuação na zona oeste. Ele tem 39 anos e foi eleito pela primeira vez em 2012, e vai para seu terceiro mandato. Já passou pelo PSDB, MDB e agora está no PL.

Com Júnior, serão dois nomes do PL no escalão de Paes, o outro é Fábio Coutinho, futuro secretário de Habitação.

William Coelho (Ciência e Tecnologia)

William Coelho
MPE pediu cassação do mandato do vereador

William Coelho (DC) tem como base eleitoral na zona oeste, sendo morador de Sepetiba. Eleito pela terceira vez este ano e defende assuntos polemicas como ideologia de gênero,  cortes de verbas para o carnaval, entre outras propostas conservadoras.

Coelho foi o único vereador eleito pelo Democrata Cristão neste ano. Recentemente, o Ministério Público Eleitoral pediu a cassação do seu mandato de vereador por abuso do poder político.

Fábio Coutinho (Habitação)

Coutinho ocupava o cargo de diretor de licenciamento do Instituto Estadual do Ambiente (Inea) desde novembro de 2019O. Em sua trajetória no meio político, ele atuou ainda como presidente da Imprensa Oficial na gestão do ex-governador Anthony Garotinho em 2006 e como chefe de posto de atendimento do Detran em 2004. Também foi chefe de gabinete do vereador Andrigo (SD), na Câmara Municipal de Niterói.

Em 2013, Coutinho foi sentenciado a dois anos de prisão por falsificar a assinatura da mãe em um cheque, em um trâmite para encerrar uma sociedade que envolvia a gestão de um empreendimento em Niterói. Coutinho entrou com uma apelação e cumpriu um ano de serviço comunitário.

As subprefeituras de Eduardo Paes e a estreia da filha de César Maia

O prefeito eleito também apresentou seus subprefeitos: Wagner Coe estará na subprefeitura da Grande Tijuca; Rodrigo Toledo,  nas Ilhas (do Governador, Paquetá e Fundão); e Ana Ribeiro, na Zona Sul. O subprefeito da Zona Norte será Diego Vaz. Na Zona Oeste, o cargo será de Edson Menezes, enquanto Leonardo Pavão assumirá a Região Central da cidade.

Eduardo Paes também anunciou a nomeação de Daniela Maia, irmã do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), e filha do ex-prefeito Cesar Maia (DEM). Daniela vai comandar a Riotur, empresa pública de turismo da cidade, e ficará responsável pela organização do carnaval carioca.

Eduardo Paes ainda não anunciou o nome que ocupará a secretaria de Ordem Pública.