Como despoluir a Baía de Guanabara, segundo Witzel e Paes | Diário do Porto


Sustentabilidade

Como despoluir a Baía de Guanabara, segundo Witzel e Paes

Candidatos ao governo do Rio, Witzel e Paes dizem ao DIÁRIO DO PORTO o que pretendem fazer para ajudar a tornar realidade o sonho da despoluição da Baía de Guanabara

25 de outubro de 2018

Wilson Witzel e Eduardo Paes

Compartilhe essa notícia:


É incalculável a quantidade de turistas e de empregos que a despoluição da Baía de Guanabara seria capaz de atrair para o Rio de Janeiro. O DIÁRIO DO PORTO procurou os dois candidatos ao governo, Wilson Witzel e Eduardo Paes, para saber o que pretendem fazer para ajudar a tornar realidade este antigo sonho.

Enviamos as mesmas perguntas a ambos, e o limite de espaço para os argumentos foi cumprido. A pergunta do DIÁRIO DO PORTO foi a seguinte:

A poluição da Baía de Guanabara segue como um dos maiores desperdícios de potencial turístico e econômico do mundo, além do dinheiro investido em projetos fracassados de despoluição. Se eleito, o que o sr. fará para aumentar o saneamento da Região Metropolitana e reduzir o despejo de esgoto nos rios que desembocam na Baía?

Confira as respostas:

Wilson Witzel:

Candidato Wilson Witzel
Candidato Wilson Witzel

“Vamos apresentar um plano de despoluição do rio Paraíba do Sul e da Baía de Guanabara, incluindo a atração de investimentos no setor de saneamento com a abertura do mercado para competidores da Cedae. Também vamos revitalizar a Cedae para retomada de investimentos estatais.

Além disso, investiremos em projetos para exploração econômica dos recursos naturais que não agridam o meio-ambiente. Iremos premiar economicamente a compensação ambiental praticada pelo setor privado e incentivar a substituição das tecnologias poluentes, através da abertura de crédito de fácil acesso.

Nosso objetivo é priorizar as soluções do tratamento dos resíduos sólidos para geração de energia, por meio de usinas específicas a serem construídas e geridas de maneira privada ou por PPPs.

Vamos reformar o processo ambiental administrativo para que se tenha a análise e as licenças ambientais emitidas em até 45 dias como meta ideal, garantindo agilidade e clareza. Também iremos reativar e atualizar os dados de Atividades Potencialmente Poluidoras e gerar consórcios entre municípios limítrofes, para construção de aterros sanitários, acabando com lixões clandestinos, entre outras medidas.”

Eduardo Paes

 

Candidato Eduardo Paes (DEM)
Candidato Eduardo Paes (DEM)

“A solução para a Baía de Guanabara é o saneamento dos municípios do entorno. Vamos dar prioridade ao saneamento em São Gonçalo e na Baixada. Isso afeta diretamente a despoluição das águas da Baía. Faremos o que fizemos na Zona Oeste do Rio, ampliando a coleta e o tratamento de esgoto através de Parcerias Público-Privadas.

Adotaremos no estado o mesmo empenho com que tratamos o tema na Prefeitura. Com o Plano municipal de Saneamento, garantimos a ampliação da cobertura de esgoto em 21 bairros da Zona Oeste, que representa 48% do território da cidade e onde moram 1,7 milhão de habitantes.

Celebramos com a iniciativa privada uma concessão que poupou um gasto público de R$ 2,6 bilhões na construção de 10 novas estações de tratamento de esgoto, 2.100 quilômetros de redes coletoras, 142 elevatórias e aproximadamente 600 mil ligações domiciliares de esgoto.

Mas deixo claro que não vou privatizar a Cedae, que vai se manter como companhia pública. É possível fazer investimentos e trabalhar com PPPs (Parcerias Público-Privadas), concessões. A própria Cedae tem estudos nessa direção.

Temos de fazer coisas que são estruturantes. Estruturante em saneamento é botar um tubo de esgoto na porta da casa das pessoas, levar para uma estação de tratamento, que leva para um emissário. Sem isso, a gente vai continuar fingindo que está limpando a Baía.

Tem que ter saneamento na Baixada, em São Gonçalo, ao redor da Baía, não só pelo ativo econômico que ela representa, mas também pela saúde pública de quem vive nessas regiões. Todos se beneficiam, aí incluindo a Zona Portuária, que ganhou de volta sua frente marítima.”

VEJA TAMBÉM: 

O que Witzel e Paes pensam sobre o futuro do Porto

Veja propostas de Paes e Witzel para a Segurança

Jogo do boto-cinza: salve a Baía de Guanabara

Grandes empresas são premiadas por ações ambientais


/