Colapso na Mobilidade Urbana é tema de debate na Associação Comercial | Diário do Porto


Mobilidade

Colapso na Mobilidade Urbana é tema de debate na Associação Comercial

Crise causada pela pandemia é tema de seminário que terá palestrantes das principais empresas e entidades do transporte do Rio

18 de outubro de 2021

Crise nos transportes é tema de debate na Associação Comercial (Aline Massuca/Supervia)

Compartilhe essa notícia:


A Associação Comercial do Rio de Janeiro (ACRJ) realizará nesta 3ª feira o Seminário “Colapso da Mobilidade Urbana: Causas, Efeitos e Soluções”. O evento reunirá representantes das principais empresas que atuam na cidade e entidades setoriais para discutir a maior crise da mobilidade urbana causada pela pandemia da Covid-19

O encontro será aberto pelo Presidente da ACRJ, José Antonio do Nascimento Brito; pelo Vice-Presidente dos Conselhos Empresariais da ACRJ, Alberto Blois; e pelos Presidentes do Conselho de Competitividade e Ambiente de Negócios, Irini Tsouroutsoglou, e do Conselho Empresarial de Logística e Transporte, Delmo Pinho, organizadores do evento. Também estarão presentes representantes do Governo do Estado do Rio de Janeiro e da Prefeitura do Rio.

A Diretora-Executiva da Associação Nacional dos Transportadores de Passageiros sobre Trilhos (ANPTrilhos), Roberta Marchesi, participa do segundo painel: “Propostas de Soluções para o Setor”.

Frente pela Mobilidade Urbana

O evento contará também com a participação dos palestrantes Armando Guerra, Presidente da Fetranspor; João Gouveia, Presidente da Rio Ônibus; Guilherme Ramalho, Presidente do MetrôRio; Antônio Sanches, Presidente da SuperVia; João Daniel Marques da Silva, Presidente da CCR Barcas CCR S.A; Eduardo Rebuzzi, Presidente da Fetranscarga; Marcelo Feitoza, Diretor da SuperVia; Otávio Cunha, Presidente da NTU; Bruno Batista, Diretor da CNT. Elias Mubarak, Advogado, Sócio do Mubarak Advogados e Francisco Satiro, Advogado, Professor da USP

O evento será híbrido, com transmissão a partir das 9h pelo Canal ACRJ Divulga YouTube (acesse aqui) e presencial, com participação de, no máximo 50 pessoas, seguindo o protocolo sanitário definido por Decreto pela Prefeitura do Rio.


LEIA TAMBÉM:

Águas do Rio apoia projeto de revitalização da Lagoa

Jogos ilegais fazem Brasil perder R$ 22 bi em impostos

Abertas inscrições para o edital ‘Rua Cultural RJ’