Cobertura no Leblon é vendida por R$ 42 milhões | Diário do Porto


Imóveis

Cobertura no Leblon é vendida por R$ 42 milhões

Residencial Tom, no Leblon, fica na avenida Delfim Moreira, na orla da praia. Local tem um dos metros quadrados mais caros do país

30 de junho de 2022

Previsto para ser entregue no primeiro semestre de 2024, o residencial já tem 80% dos apartamentos vendidos (Foto: Gafisa/Divulgação)

Compartilhe essa notícia:


Quarenta e dois milhões de reais. Esse foi o valor pago nesta semana por uma cobertura no Leblon, na zona sul do Rio de Janeiro. O residencial chamado de Tom, tem seis andares e fica na orla da praia, na avenida Delfim Moreira, um local muito valorizado e um dos metros quadrados mais caros do Brasil.

Previsto para ser entregue no primeiro semestre de 2024, o residencial já tem 80% dos apartamentos vendidos. E a venda da cobertura duplex de 501,56 m² chamou a atenção do mercado. A Gafisa, construtora responsável pelo empreendimento, não confirmou nem comentou o valor da venda. “A empresa não divulga, por questões de confidencialidade, informações de seus clientes ou específicas das unidades comercializadas, seguindo a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD)”. O valor foi informado pelo UOL Economia.

O empreendimento vai contar com academia de ginástica, sala de reunião exclusiva para os moradores, sala para motoristas com copa, área de recebimento de encomendas e sistemas de segurança tecnológicos com biometria e senha, além de uma sala de monitoramento 24h.


LEIA TAMBÉM:

Sebastião Salgado, no Museu do Amanhã, mostra a Amazônia

Projeto da Alerj para recuperar o Centro agora é lei

Usina de biogás em Macaé transforma lixo em energia


Tom
Cobertura no Leblon, vendida por R$ 42 milhões, fica na avenida Delfim Moreira (Foto: Gafisa/Divulgação)

Por que a cobertura no Leblon é tão cara?

Além de toda a tecnologia e sistemas de segurança avançados, a escassez de imóveis de frente para o mar, no Leblon, é um dos principais fatores que podem ter influenciado o preço da cobertura. O residencial segue um projeto moderno, com fachada 100% em vidro.

O prédio tem design em linhas arredondadas e cores que se integram à paisagem. As varandas dos apartamentos são curvas para lembrar as ondas do mar e sem estruturas de metal para manter a vista privilegiada da praia e a iluminação natural. A ideia é passar a sensação de que “o oceano está dentro dos apartamentos”, segundo material de divulgação do empreendimento.

O residencial também terá, em seu lobby, obras de artes de artistas brasileiros, com esculturas, quadros e pinturas. A ideia é que o local seja uma espécie de galeria de arte.


/