Cinquentenário, Movimento Armorial ganha grande mostra no CCBB RJ | Diário do Porto


Exposição

Cinquentenário, Movimento Armorial ganha grande mostra no CCBB RJ

Nos 50 anos do Movimento Armorial, CCBR RJ inaugura grande mostra com mais de 140 obras de nomes como Ariano Suassuna, Francisco Brennan e Aluísio Braga

30 de março de 2022

Quadro de Gilvan Samico retrata o místico Padre Cícero (Daniela Nader/reprodução)

Compartilhe essa notícia:


O Centro Cultural Banco do Brasil apresenta a mostra ”Movimento Armorial 50 Anos”, uma exposição que reúne arte, encontros musicais e conversas sobre a arte Armorial. Este movimento foi criado e liderado pelo dramaturgo, professor, pintor e consagrado escritor Ariano Suassuna (1927-2014). O projeto é patrocinado pela BB Seguros e Banco do Brasil.

Com curadoria de Denise Mattar, a exposição denominada Armorial 50 apresenta cerca de 140 obras de arte (a grande maioria nunca havia saído do Recife) em diversos formatos contando com artistas importantes para o Movimento Armorial, dentre eles o próprio Ariano Suassuna, Francisco Brennand, Gilvan Samico, Aluísio Braga, entre muitos outros artistas que fizeram parte deste importante movimento artístico lançado no Recife, em 18 de outubro de 1970. A mostra teve que ser adiada por conta da pandemia da Covid-19.

“Fazer a curadoria da exposição comemorativa dos 50 anos do Armorial foi um desafio. São muitos artistas incríveis envolvidos, como Gilvan Samico, Francisco Brennand, Miguel dos Santos, Romero de Andrade Lima e o próprio Ariano Suassuna. Isso apenas falando das Artes Plásticas. Para dar conta da tarefa a exposição foi dividida em módulos que apresentam a Vida e Obra de Ariano, as fases do Movimento Armorial, e as Referências que eram a base de tudo: O cordel e as festas populares. A exposição tenta manter a magia, o humor, a alegria, as cores e a fantasia, que caracterizam a arte popular e o viés erudito do Armorial”, afirma Denise Mattar.

O traço inconfundível do genial Ariano Suassuna, o pai do Movimento Armorial (divulgação/CCBB RJ)

Movimento de telas, paus e cordas

O público terá um contato ainda mais profundo com este Movimento  quando os Espetáculos Musicais e Conversas sobre a Arte Armorial entram na programação da exposição, que fica ambientada no CCBB Rio de Janeiro até 27 de junho, mês em que Suassuna completaria 95 anos.

O curador musical é o reverenciado artista Antônio Madureira, um importante representante do movimento desde o seu surgimento, tendo sido convidado por Ariano Suassuna para produzir os arranjos e conduzir a Orquestra Armorial. Faz, até hoje, a conexão da música Armorial pelo Brasil. Madureira leva ao público da Mostra músicos instrumentais de altíssima qualidade, nos Encontros Musicais.

A mostra ”Movimento Armorial 50 Anos” surgiu com o compromisso de: reapresentar ao público, sobretudo às novas gerações, a proposta singular e desafiadora de Ariano de criar, há pouco mais de cinco décadas, uma arte erudita a partir das mais autênticas e tradicionais manifestações artístico-culturais populares do Nordeste e de outras regiões do país.

Concebida para marcar o cinquentenário do movimento, comemorado em outubro de 2020, o projeto teve seu lançamento postergado devido à pandemia de Covid-19, e chega ao Rio de Janeiro em março após ter passado pelo CCBB Belo Horizonte.  Após o Rio de Janeiro, a mostra segue para os CCBBs de São Paulo e de Brasília.

Serviço:

“Mostra Movimento Armorial 50 Anos”

De 30 de março a 27 de junho de 2022

CCBB-RIO – 2º andar

Entrada gratuita

Tourvirtual: https://tourvirtual360.com.br/armorial/

Rua Primeiro de Março, 66 – (21) 3808-2020

Mais informações no link e no twitter e facebook 


LEIA TAMBÉM:

Faperj apoia projeto de agricultura orgânica em 50 lajes da Rocinha

Alerj debate danos causados pelas chuvas à agricultura do RJ

Recurso bilionário do Fundo Soberano pode ir para gás, energia e fertilizantes

 


/