Música

Charlles André lança álbum ‘Cantador’ no Teatro Rival

Charlles André canta, lê e escreve partitura musical, compõe e faz arranjos, coisa rara no cenário musical em se tratando de samba e pagode.

6 de setembro de 2018

Compartilhe essa notícia em sua rede social:

QUINTA, 6 de setembro

‘Charlles André’ (Teatro Rival)

Charlles André canta, lê e escreve partitura musical, compõe e faz arranjos, coisa rara no cenário musical em se tratando de samba e pagode. Um dos compositores mais requisitados da atualidade – são mais de 200 composições gravadas, ele aposta na própria voz no CD/DVD ‘Cantador‘ com show onde receberá convidados especiais.

Entre as participações especiais confirmadas estão: Delcio Luiz, Picolé, André Renato, Rosyl, Só Preto Sem Preconceito e Noca da Portela.

19h30. Ingressos à venda online.

EXPOSIÇÕES

Centro Municipal de Arte Hélio Oiticica

  • Junho de 2013: 5 anos depois‘: exposição coletiva retrospectiva da produção artística e crítica após as manifestações de junho de 2013.
Até 22.9.18. Entrada franca.
  • A segunda abertura da exposição permanente ‘18’ Linhas Provisórias’ encerra um ciclo iniciado em março deste ano quando o espaço estava completamente vazio e que colocou em disputa os modos de fazer memória institucional, onde todo o processo de montagem e elaboração da exposição e dos trabalhos dos artistas que foram convidados para dialogar com a trajetória do espaço, que esteve aberto à participação do público.
De 1.9.18 a 2.2.19. Entrada franca.
  • Com curadoria de Alexandre Murucci, celebra a ‘Copy-Art’, um movimento artístico mundial, criado por pioneiros nos anos 60 e que tornou-se global nos anos 80, continuando na era digital.
De 1.9.18 a 20.10.18. Entrada franca
  • ‘Hip Hop: culturas de rua, memórias, políticas’: O Hip Hop é conhecido mundialmente por ter sido criado nos anos 1970 em Nova York, em locais que reuniam comunidades originárias da América Latina, África e Jamaica.
De 1.9.18 a 20.10.18. Entrada franca.
  • A mostra ‘Africanizze’, que mistura performances, reúne dez artistas que possuem um trabalho em Performance Arte que deformam seus limites através de pesquisas que desviam dos sistemas gerais da Arte por elementos como: Vivência, Negritude, Lugar de Fala, Mulherismos e Feminismos, das Revoluções Sexuais e de Gênero.
De 1.9.18 a 20.10.18. Entrada franca. Recomendada para maiores de 18 anos.
  • Com obras de João Paulo Racy e curadoria de Leno Veras, a mostra ‘Imprópio‘ tem como base material inédito resultante da vasta pesquisa realizada pelo artista nos territórios cariocas afetados pelas políticas de desapropriação no período que antecedeu a realização do jogos olímpicos, em 2016.
De 1.9.18 a 20.10.18. Entrada franca.

Espaço Cultural BNDES

  • Com idealização de Valéria Machado Colela e curadoria do jornalista e crítico musical Tárik de Souza, a mostra ‘Bossa 60, passo a compasso’ traça as mudanças que a bossa nova trouxe para a música brasileira na interpretação, no ritmo, nas temáticas e no estilo.
De 18.7.18 a 6.9.18. Entrada franca.

Museu Nacional de Belas Artes

  • Das galés às galerias: representações e protagonismos do negro no acervo do Museu Nacional de Belas Artes.
De 30.5.18 a 30.9.18. Das 10h às 18h. Ingressos à venda por R$ 8 (inteira) e R$ 4 (meia) nas bilheterias do museu.
  • O colecionismo no Brasil – Eugène Boudin e os barões de São Joaquim.
De 25.7.18 a 2.12.18. Das 10h às 18h. Ingressos à venda por R$ 8 (inteira) e R$ 4 (meia) nas bilheterias do museu.
  • Wilson Piran: nem tudo que brilha é ouro
De 30.5.18 a 9.9.18. Das 10h às 18h. Ingressos à venda por R$ 8 (inteira) e R$ 4 (meia) nas bilheterias do museu.

Caixa Cultural

  • A exposição ‘Loucuras anunciadas‘ reúne 20 gravuras do que é considerado o período mais obscuro e complexo da produção de Francisco Goya.
De 10.7.18 a 7.10.18. Das 10h às 21h. Entrada franca
  • Considerado um dos maiores nomes de sua geração em âmbito mundial, o fotógrafo russo Serguei Maksimishin apresenta um ousado retrato da atualidade de seu país na exposição ‘O último império‘.
De 7.8.18 a 14.10.18. Das 10h às 21h. Entrada franca.
  • A exposição ‘Pelos ares: 15.042 km de Brasil‘ apresenta 60 fotografias aéreas e vídeos do piloto, além de objetos e um simulador de realidade virtual em que o visitante chega próximo da sensação de voar.
De 7.8.18 a 30.9.18. Das 10h às 21h. Entrada franca.

Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB)

  • Construções sensíveis‘ traz ao Brasil um recorte da abstração em nosso continente. Junto ao importante legado do concretismo e neoconcretismo brasileiros, são apresentadas as poéticas abstratas que prosperaram em outros países a partir dos anos 1930.
    De 27.6.18 a 17.9.18. Das 09h às 21h. Entrada franca.
  • Galeria de valores‘: exposição de longa duração que mostra a trajetória da moeda no Brasil e no mundo, com cerca de 2 mil peças do acervo numismático do Banco do Brasil.
    de 1.12.14 a 31.12.18. Das 9h às 21h. Entrada franca.

Centro Cultural Justiça Federal

  • ‘A mostra coletiva ‘Somos todos iguais‘, composta por mais de 30 artistas visuais, propõe uma análise sobre a igualdade e justiça social. A exposição apresenta pinturas, desenhos, fotografias, esculturas, instalações e arte urbana.
    De 23.8.18 a 21.10.18. De 12h às 19h. Entrada franca. 
  • A exposição ‘A emergência dos corpos‘ traz o corpo feminino como fio condutor, propondo um mergulho nas diversas formas de manifestação do corpo simbólico na arte.
    De 11.8.18 a 16.9.18. Das 12h às 19h. Entrada franca.

Centro Cultural dos Correios

  • Uma afirmação da presença‘: Em época de selfies, as curadoras Lúcia Avancini e Marilou Winograd convidaram 70 artistas para desenvolver sua selfie conceitual. Fazer de sua obra a imagem de si próprio, referenciada aos autorretratos produzidos ao longo da História da Arte.
    De 25.7.18 a 9.9.18. Das 12h às 19h. Entrada franca.

Palácio Itamaraty – Museu Histórico e Diplomático

  • No interior do Palácio Itamaraty, na Rua Marechal Floriano 196, o Museu Histórico e Diplomático (MHD) reúne um belo acervo sobre a história diplomática do Brasil. Em seus amplos salões, caracterizados como uma residência no século XIX, há obras de arte, mobiliário de época e objetos decorativos.
    Visitas guiadas as 13h, 14h e 15h. Entrada franca.

TEATRO

Caixa Cultural

Centro Cultural da Justiça Federal

  • Meus 200 filhos‘: A narrativa focaliza a vida e a obra de Janusz Korczak, médico e pedagogo judeu polonês, que fundou o Orfanato Modelo, onde trabalhou durante 30 anos.
De 18.8.18 a 23.9.18. 19h. Ingressos à venda na bilheteria – (21) 3261-2565.

Centro Cultural Banco do Brasil

  • Naquele dia vi você sumir‘: É véspera de dia das mães no ano de 2002. Quatro pessoas têm as suas trajetórias alteradas a partir de suas relações com o outro e a cidade. Inspirado no livro ‘Eles eram muitos cavalos’, de Luiz Ruffato.
    De 15.8.18 a 14.10.18. Das 19h30 às 20h50. Ingressos à venda online.

CINEMA

Cine Odeon

  • Programa exibe seis filmes: 1. Eleguá; 2. Abayomi: Um Encontro Precioso; 3. A Mulher da Casa do Arco-Íris; 4. Serra Alheia; 5. Os Suspiros Primários; 6. A Fé.
    13h. Ingressos à venda online.
  • Programa exibe quatro filmes: 1. Historinhas Nana e Nilo; 2. Eu Sou o Super-Homem; 3. A Piscina de Caíque; 4. Fábula de Vó Ita.
    15h. Ingressos à venda online.
  • Programa exibe quatro filmes: 1. Um Ensaio Sobre a Ausência; 2. Peripatético; 3. Cappuccino Com Canela; 4. Lá e o Aqui.
    17h. Ingressos à venda online.
  • Sessão comentada com a exibição de seis filmes: 1. Mandinga; 2. Rough Life; 3. Afropower; 4. Da Tsisy Da Animação; 5. Ray; 6. Fasa.
    19h. Ingressos à venda online.
  • Programa exibe quatro filmes: 1. A Máquina de Moer Preto; 2. Clausura; 3. As Balas que Não Dei ao Meu Filho; 4. Mar de Elas.
    21h. Ingressos à venda online.

Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB)

  • A mostra ‘Monstros no cinema‘ faz um apanhado de filmes de monstros que têm aterrorizado e encantado plateias do mundo todo ao longo da história da sétima arte, do clássico ‘O Golem’ ao mais recente vencedor do Oscar ‘A Forma da Água’.
    De 15.8.18 a 10.9.18. Entrada franca. Veja aqui a programação completa.
  • Além da seleção habitual da música de novos artistas que vem sendo o fio condutor do festival desde seu início, em 2011, a edição deste ano da mostra ‘Sai da rede‘ conta também com a exibição de filmes e bate-papos.

Hoje (5/9)

– 17h: ‘Pele suja minha carne’ e ‘Branco sai, preto fica’

– 19h: ‘Castanha’

À partir das 17h. Ingressos à venda por R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia).

NOITE

Rio Scenarium

  • ‘Deu Samba’ convida Alan Rocha e Samba do Xoxó.
19h30. Ingressos à venda nas bilheterias do Rio Scenarium. 
Compartilhe essa notícia em sua rede social: