Centro Cultural Light comemora 27 anos com exposição do Rio antigo | Diário do Porto

Exposição

Centro Cultural Light comemora 27 anos com exposição do Rio antigo

Exposição virtual montada com o acervo do Centro Cultural Light para festejar aniversário tem fotos do começo do século de Augusto Malta. É grátis

30 de abril de 2021
Praça Marechal Floriano, em 1911, por Augusto Malta (Fotos: Divulgação/ Light)


Compartilhe essa notícia:


Em comemoração aos 27 anos de fundação, o Centro Cultural Light está exibindo virtualmente uma exposição artística sobre as transformações do Rio ao longo das décadas. A mostra “Rio de Ontem, Rio de Hoje” nos leva a várias épocas fotografadas por Augusto Malta, Gérson Gea e Octacílio Monteiro, principais fotógrafos da história da cidade. Para visitar, clique aqui.

Além desta exposição, estarão também disponíveis nas plataformas do Centro Cultural diversas atividades culturais online de estímulo à leitura, jogos virtuais, além de diversas atividades e experimentos sobre os impactos que o desperdício de energia pode trazer.

A galeria virtual também vai virar filtro no Instagram e todos poderão brincar com as imagens e aparecer, por exemplo, no meio da Avenida Vieira Souto, em Ipanema, Zona Sul, em plena década de 50.


LEIA TAMBÉM:

Rio Convention Bureau lança novo mapa turístico

Dia da Baixada: 1ª estação ferroviária do pais inspira cuidados

Onça-parda é vista em Araras, em Petrópolis


Light mostra o Rio Antigo

O fotógrafo Augusto Malta documentou as reformas urbanísticas radicais nas primeiras décadas do século XX. As lentes de Gérson Gea e Octacílio Monteiro capturaram as instalações da Light e o cotidiano da cidade, preservando fragmentos da história.

A mostra também leva o público a uma releitura dessas imagens antigas por meio do olhar do fotógrafo contemporâneo Luan Citele. Ele revela a cidade na pandemia global em fotografias monocromáticas para mostrar que o passado de alegria e festa habita a alma de uma cidade que hoje esconde o sorriso com máscaras.

A Praça Marechal Floriano, em 2020, por Luan Citele

“A história da Light está entrelaçada com o desenvolvimento urbanístico e social do Rio de Janeiro, por meio do transporte, do telefone, do gás e, claro, da energia elétrica. Hoje nós entregamos ainda mais, entregamos cultura e conteúdos diversificados. Oferecemos um espaço para contar a nossa História, de maneira lúdica e didática, para todo o público que nos acompanha” destaca Luís Felipe Younes do Amaral, gerente de Responsabilidade Social e Instituto Light.