CCBB Educativo espalha carrinhos para brincar com arte | Diário do Porto


Arte

CCBB Educativo espalha carrinhos para brincar com arte

Carrinhos espalhados pelo CCBB Educativo nos corredores do prédio aumentam interação do público com exposições de Chagall e do Movimento Armorial

13 de abril de 2022

Chagal em carrinhos: CCBB-RJ inova na interação com público (Fotos Leo Braga)

Compartilhe essa notícia:


Todo mundo vai gostar, mas as crianças vão adorar a novidade do CCBB Educativo para agitar suas oficinas de arte. Para levar as ações educativas da sala no primeiro andar para os espaços de circulação de seu belo prédio, o CCBB-RJ espalhou quatro carrinhos de criatividade. No mobiliário sobre rodas, o público terá uma nova maneira de se relacionar com a temática da exposição em cartaz.

Outros museus brasileiros, como a Pinacoteca de São Paulo, e internacionais, como o Louvre, já usam esse tipo de reforço criativo para aumentar a interação do visitante com as exposições.  

Essa não é a primeira vez que Daniela Chindler e Alexandre Diniz, coordenadores do CCBB Educativo, desenvolvem suportes móveis que tratam dos conteúdos das exposições em cartaz. Mas é a primeira vez que o CCBB Educativo traz um conjunto de quatro carrinhos desenvolvido especificamente para uma exposição.  Cada carrinho é recheado com uma atividade.

Exposições em cartaz

O CCBB tem duas importantes exposições em cartaz: Marc Chagall: Sonho de Amor (até 6 de junho) e Movimento Armorial 50 Anos (até 27 de junho). A primeira aborda a vida e a obra do pintor Marc Chagall (1887-1985). A segunda celebra 50 anos de surgimento do movimento de Armorial, na década de 1970, fundado por Ariano Suassuna (1927-2014). 

Toda a programação educativa a ser oferecida buscará aproximar o público destas exposições, através de atividades que estimulem a troca, a investigação, a reflexão e a criação. Daniela Chindler, coordenadora geral do CCBB Educativo, explica o conceito: “Além de ser um suporte que permite que as atividades sejam degustadas em diversos espaços do museu, também é cenário para histórias e espaço de experimentação.”

carrinho do CCBB Educativo
Carrinhos no CCBB Educativo brincam com arte de Chagall

Em um carrinho amarelo, o público verá histórias no teatro de sombras. No azul, poderá criar uma composição com elementos da obra de Chagall. No terceiro carrinho, roxo, os visitantes experimentam a técnica de gravura. Já no carrinho verde haverá highlights sobre o conteúdo em exposição, um tipo de ‘para saber mais'”.

“Esse suporte foi inspirado em um mobiliário de cozinha que é utilizado para a prática gastronômica em locais externos. Costuma-se dizer que um ateliê de gravura é como uma cozinha, com procedimentos que lembram o passo de uma receita. Nesse laboratório, o visitante vai receber material, criar uma matriz e imprimir uma gravura”, acrescenta Alexandre Diniz.


VEJA TAMBÉM:

MAR de Música terá Bala Desejo, Rubel e Cris Panttoja

Curso de Medicina Idomed agita a Presidente Vargas

ESPM dará prêmio para Economia Criativa. Inscreva-se


“O mobiliário de artes cênicas é palco de muitas histórias”, explica Daniela Chindler. “Nele serão encenados histórias curtinhas em sombra e contos que saem de malas cenários. Serão apresentadas fábulas de La Fontaine, dialogando com mais de vinte litografias que estarão expostas na galeria. Também serão apresentados contos da tradição oral russa e judaica como “Sopão de botão de Ossos” e “Uma casa não tão apertada assim”. Esses contos falam de temas muito atuais como a força da coletividade e o espaço compartilhado da casa que agora na pandemia foi mais vivido do que nunca”, completa Daniela Chindler.

“Figuras presentes nas composições de Chagall, como a noiva, a carroça, o violinista, os animais do quintal – bode, galinha e vaca – e as casas do povoado russo vão estar disponíveis para o público criar uma nova paisagem a partir do vocabulário visual do artista. Durante a atividade os educadores vão mediar os conteúdos da exposição”, completa Alexandre Diniz.


/