Campos dos Goytacazes terá fábrica da Italac, com 270 empregos | Diário do Porto


Empresas

Campos dos Goytacazes terá fábrica da Italac, com 270 empregos

Grupo de laticínios Italac, com sede em Goiás, anuncia nova unidade no RJ, com investimento de R$ 80 milhões. Medida beneficiará municípios vizinhos

26 de maio de 2021

Fábrica da Italac em Passo Fundo (RS): unidade semelhante será aberta em Campos (RJ) (Foto: Divulgação)

Compartilhe essa notícia:


A Italac, uma das maiores indústrias de laticínios do país, escolheu a cidade de Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense, para abrir sua nova fábrica no país. Com investimentos de R$ 80 milhões, o empreendimento deve gerar 270 empregos diretos e indiretos. O anúncio foi feito durante reunião de representantes do grupo com o governador Cláudio Castro.

“Este é um projeto de extrema importância para a Italac, pelo potencial de consumo e pela importância do Estado. Estamos ansiosos para iniciar as atividades. Será uma importante conquista para a empresa”, afirmou o diretor de Novos Negócios da Italac, Felipe Freiria.

Governador do Rio, secretário e equipe reunidos com representantes da Italac (Foto: Rafael Campos)

Para Castro, o investimento da Italac “mostra que o nosso Estado está no caminho certo, voltando a ter um ambiente favorável para os negócios”. Também presente, o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Energia e Relações Internacionais, Leonardo Soares, destacou o potencial de Campos para receber o novo empreendimento.

“É uma cidade que oferece condições especiais ao desenvolvimento da pecuária de leite. O município dispõe da maior reserva de água de todo o estado, assim como de terras apropriadas à bovinocultura de leite. Por isso, é o maior produtor de leite do Rio, mas não tinha uma indústria de laticínios. Sua produção sustenta indústrias de outros municípios e até mesmo do Espírito Santo”, explicou o secretário.

Para o deputado estadual Rodrigo Bacellar, o empreendimento trará benefícios para toda a Região Norte Fluminense, principalmente em municípios produtores de leite, que não contam com nenhuma indústria do tipo, como São Francisco de Itabapoana, São João da Barra e São Fidélis. “Com a implantação de uma indústria no município, em pouco tempo a produção local pode duplicar”, observou.


LEIA TAMBÉM:

Jaguar Land Rover voltará a fabricar o Evoque em Itatiaia

Aeroporto de Macaé terá novo terminal de R$ 160 milhões

Mesa Brasil Sesc RJ atua contra a fome e o desperdício


Produtos da Italac

Com sede em Goiás, o grupo possui fábricas, postos de captação e produção em Minas Gerais, São Paulo, Rondônia, Pará, Rio Grande do Sul e Paraná. A empresa tem um portfólio de 100 produtos, com capacidade de produção leiteira de 7 milhões de litros/dia junto a mais de 17,5 mil produtores rurais.

De acordo com dados da empresa, a Italac, criada em 1994, é hoje uma das principais indústrias do setor lácteo do país. Seus produtos chegam a mais de 20 mil pontos de vendas, entre varejistas, atacadistas e distribuidores. Possui um portfólio com mais de 100 produtos comercializados e atinge mais de 20 mil pontos de vendas (entre varejistas, atacadistas e distribuidores).

italac-divulgacao
Processo de produção de laticínios em uma fábrica da Italac (Foto: Divulgação/Italac)

Fundada em janeiro de 1994, a Goiasminas, detentora da marca Italac, inaugurou a primeira unidade fabril na cidade de Jaru (RO) produzindo queijo Mussarela, produto comercializado pela empresa até hoje. Em poucos anos aumentou sua linha de produtos, lançou o leite Longa Vida, e mais espaços nas gôndolas e na lembrança dos consumidores.