Caminhão elétrico da Volkswagen inova com motor traseiro | Diário do Porto

Inovação

Caminhão elétrico da Volkswagen inova com motor traseiro

VW e-Delivery, produzido em Resende, é um caminhão elétrico projetado no Brasil, com investimento de R$ 150 milhões e versões de 11 e 14 toneladas

20 de julho de 2021


Caminhão elétrico da Volkswagen é o primeiro produzido em série no Brasil (foto: Divulgação)


Compartilhe essa notícia:


Aos poucos, a Volkswagen Caminhões e Ônibus, sediada em Resende, vai revelando detalhes do VW e-Delivery, o primeiro caminhão elétrico projetado e produzido em série no país. O caminhão, que já está à venda nas concessionárias, tem motor situado na parte traseira, uma inovação para esse tipo de veículo que faz lembrar dos bons e confiáveis Fuscas.

O VW e-Delivery foi totalmente desenvolvido no Brasil, com versões para transporte de 11 e 14 toneladas. O caminhão elétrico é fruto do investimento de R$ 150 milhões feito pela empresa, com um grupo de 150 engenheiros e técnicos brasileiros.

Antes de ser colocado no mercado, o modelo passou por cerca de 400 mil km de testes em condições reais de uso, principalmente urbano.

Segundo a Volkswagen Caminhões e Ônibus, dirigir o caminhão elétrico é uma experiência muito próxima da versão diesel da família Delivery, já tradicional nas ruas e estradas do país.

Porém os dois veículos têm componentes que atuam de forma bastante diferente. No caminhão elétrico, há vários sistemas inteligentes, que funcionam sem a intervenção do motorista, e que trocam informações entre si quase instantaneamente.

Todo o projeto do e-Delivery foi construído ao redor das baterias, em módulos, numa arquitetura flexível. Esse design concebido pela engenharia da marca no Brasil é único e patenteado. O objetivo é um melhor aproveitamento do chassi para comportar a tecnologia elétrica de forma inovadora.

A Volkswagen afirma que em Resende foi desenvolvido um novo conceito para caminhão elétrico. Nesse design em módulos, a parte frontal acondiciona cabine e sistemas auxiliares. Entre os eixos, ficam as baterias, para maximizar a área de estoque da energia. E na traseira do e-Delivery é que fica o motor elétrico, uma novidade para esse tipo de veículo.

No mês passado, Roberto Cortes, presidente e CEO da Volkswagen Caminhões e Ônibus, entregou à Ambev o primeiro caminhão elétrico de um lote de 100 unidades adquiridas pela cervejaria. Os veículos fazem parte do plano da Ambev de ter 1.600 modelos VW com essa tecnologia zero emissões na sua frota até 2025.


LEIA TAMBÉM:

Amarelinho e La Fiorentina estão de volta à cena carioca

Sesc RJ na Estrada mostra o Colégio Anchieta, em Nova Friburgo

Fecomércio RJ aponta otimismo entre os comerciantes