Câmara terá mutirão de doação de sangue na segunda | Diário do Porto

Saúde

Câmara terá mutirão de doação de sangue na segunda

Com a pandemia, os estoques do Hemorio baixaram 20%. Quem for ao Palácio Pedro Ernesto pode doar sangue e se imunizar contra a Covid-19

11 de setembro de 2021


Câmara abre as portas para campanha de doação de sangue (Reprodução/UERJ)


Compartilhe essa notícia:


Desde o início da pandemia de Covid-19, os estoques de bolsas de sangue do Hemorio tem operado com capacidade baixa, cerca de 20% menor que o normal, devido à queda no número de doadores. Para ajudar a reverter esse quadro, o Palácio Pedro Ernesto, sede da Câmara Municipal do Rio, abrirá suas portas para todos os cariocas que desejam doar sangue e contribuir para salvar vidas na próxima segunda-feira (13). O mutirão acontece das 10h às 15h, no Salão Nobre do Palácio, na Cinelândia.

Doar sangue é um ato voluntário e altruísta. Todo o sangue doado é usado principalmente em grandes emergências como acidentes de trânsito, em cirurgias e em pacientes com doenças oncológicas e hematológicas. De acordo com o Hemorio, são necessárias pelo menos 300 novas bolsas de sangue por dia para atender a demanda dos pacientes do estado. No entanto, a média atual é de 210.

O diretor geral do Hemorio, Luiz Amorim, celebrou a parceria com a Câmara neste cenário de queda de doações. “Neste momento de tanta dificuldade para nossa cidade, em que as doações foram diretamente impactadas por conta da pandemia, ter o apoio da Câmara no incentivo à doação de sangue é fundamental e muito bem-vindo. Que essa ação possa inspirar outros órgãos a seguirem essa iniciativa.”


LEIA TAMBÉM:

Invasão artística da Itália no Rio

Cury antecipa 3ª fase do Rio Wonder e atrai multidão ao Porto

Petrobras, Firjan e Rio se unem para viabilizar Polo GasLub


Segundo Amorim, quem já teve Covid-19 pode doar sangue 30 dias após estar curado da doença. No caso das vacinas, também é permitido. Quem tiver sido imunizado com a Coronavac está liberado para doar sangue 48h depois da aplicação. No caso dos demais imunizantes, o prazo é de uma semana. Na Câmara do Rio, quem for doar sangue pode aproveitar e realizar dois gestos pela saúde pública de uma só vez, pois o Palácio também é ponto de vacinação contra a Covid-19. O recomendado é que a pessoa doe sangue antes e se imunize na sequência.

O que você precisa saber para doar

Antes da coleta, é feita uma triagem com questionário e entrevista para descobrir se o cidadão está apto a fazer a doação. É fundamental apresentar um documento de identidade original com foto, estar em boas condições de saúde, pesar, no mínimo, 50kg, e ter entre 16 e 69 anos. Jovens com 16 e 17 anos podem doar com autorização dos pais ou responsáveis legais e um documento de identidade original desse responsável.

O doador não pode estar em jejum. Além disso, é preciso evitar alimentos gordurosos nas três horas que antecedem a doação e a ingestão de bebidas alcoólicas nas 12 horas anteriores à doação. Já as gestantes e lactantes não podem doar, assim como pessoas que fizeram tatuagens ou piercings há menos de um ano.