Câmara mostra importância de Santa Cruz para a Independência | Diário do Porto


Exposição

Câmara mostra importância de Santa Cruz para a Independência

Exposição no saguão da Câmara Municipal conta a história de Santa Cruz e a importância do bairro na Independência do Brasil

29 de julho de 2022

Mostra "Santa Cruz: um Bairro Imperial no Bicentenário da Independência do Brasil", na Câmara do Rio (Foto: Renan Olaz /divulgação)

Compartilhe essa notícia:


A Câmara Municipal do Rio, em comemoração aos 200 anos da Independência, lança a exposição “Santa Cruz: um Bairro Imperial no Bicentenário da Independência do Brasil”. O evento é um passeio pela história do Brasil Colonial e do bairro de Santa Cruz, na Zona Oeste do Rio. Por meio de 8 painéis com fotos e textos, é possível perceber a importância do bairro para o movimento de independência e saber mais sobre o bairro atualmente.

Além do Bicentenário, a exposição, organizada pelo movimento Descubra Santa Cruz RJ, celebra também a lei aprovada no parlamento municipal e que reconhece Santa Cruz como Bairro Imperial. Entre os principais patrimônios que podem ser vistos na mostra estão, a antiga Casa de Veraneio da Família Imperial, o antigo Cais Imperial da Baía de Sepetiba, a sede da Fazenda Real, as ruínas da Casa do último Vice-Rei do Brasil, o primeiro gerador de energia elétrica afastado do grande centro urbano, e a Paróquia de Nossa Senhora da Conceição, considerada o segundo maior templo católico do Rio.

Andressa Lobo, nascida e criada no bairro e uma das autoras do projeto Descubra Santa Cruz RJ, comemora a possibilidade de os cariocas conhecerem mais sobre o local. “É muito bom ocupar a Câmara, que agora recebe a nossa história e vai reproduzi-la aos visitantes que frequentam o Centro do Rio. Por meio da exposição, eles vão poder conhecer um pouco mais o nosso bairro e descobrir que a história do Rio de Janeiro não está restrita ao centro ou a Zona Sul. Na Zona Oeste, temos também muita história para contar”, destaca.


LEIA TAMBÉM:

Praia de Botafogo volta a ficar imprópria para banho

Justiça proíbe termelétrica flutuante na Baía de Sepetiba

Maricá recebe campeonato profissional de surf


Câmara Municipal mostra Santa Cruz na atualidade

Pouco conhecida pelos fluminenses, o local conta com o primeiro Ecomuseu Comunitário do Brasil. Desde 1983, com a inauguração do Núcleo de Orientação e Pesquisa Histórica de Santa Cruz (NOPH), as atividades do museu são diversificadas. Durante o período de pandemia, o projeto Descubra Santa Cruz lançou um tour virtual com o objetivo de colocar o bairro no mapa turístico do Rio de Janeiro.

A exposição ficará no saguão do Palácio Pedro Ernesto, na Cinelândia, até o dia 14 de agosto, de segunda a sexta-feira, das 9 horas às 18 horas.


/