Caixa lança pacote de medidas para estimular construção civil | Diário do Porto


Imóveis

Caixa lança pacote de medidas para estimular construção civil

O banco reduziu as taxas das operações corrigidas pela Taxa Referencial (TR) e anunciou duas linhas de crédito para o setor da construção civil

18 de fevereiro de 2020

As taxas de juros serão definidas de acordo com o perfil da empresa ( Antonio Cruz/ Agência Brasil)

Compartilhe essa notícia:


A partir de desta semana, as empresas podem contrair crédito imobiliário da Caixa Econômica Federal com juros mais baixos. O banco reduziu as taxas das operações corrigidas pela Taxa Referencial (TR) e anunciou duas linhas de crédito para o setor da construção civil, indexadas pela inflação ou pelo certificado de depósito interbancário (CDI).

Segundo a Caixa, para todas as modalidades, as taxas de juros serão definidas de acordo com o perfil e relacionamento da empresa.

As taxas dos financiamentos corrigidos pela TR caíram cerca de 30%, passando de 9,25% para 6,5%, uma queda que beneficia empresas com conta na Caixa. Para as companhias sem relacionamento com o banco, a taxa cai de 13,25% para 11,75% ao ano.

IPCA e CDI

Os financiamentos corrigidos pelo CDI ou pela inflação, pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), valem para duas modalidades: imóvel na planta e plano empresário.

Para as linhas corrigidas pela inflação, as taxas variarão de IPCA mais 3,79% a 7,8% ao ano. Já os financiamentos indexados ao CDI terão modalidades de cobrança que variam de 1,48% a 5,4% ao ano.

As linhas de crédito imobiliário para pessoas jurídicas têm até 36 meses de prazo para a construção e de retorno (quando o dinheiro investido começa a ser recuperado). O tomador pode começar a pagar as parcelas em até 12 meses depois da assinatura do contrato.

 

LEIA MAIS

Direção da Caixa Econômica vai para o edifício Aqwa, no Porto

SP tem recorde em lançamentos e vendas de imóveis residenciais

Marinha quer construir 320 apartamentos no Porto Maravilha

 


/