Café com Negócios: empresas ampliam horizontes | Diário do Porto

Empreendedorismo

Café com Negócios: empresas ampliam horizontes

Sebrae Rio e Cedurp promovem mais um encontro entre empresários da Região Portuária para estimular rede de negócios

18 de outubro de 2018


Café com Negócios reuniu mais de 40 empresários (foto Sebrae Rio)


Compartilhe essa notícia:


Café com Negócios reuniu mais de 40 empresários
Café com Negócios reuniu mais de 40 empresários (foto Sebrae Rio)

O auditório da Cdurp (Companhia de Desenvolvimento Urbano da Região do Porto do Rio de Janeiro) ficou cheio de boas ideias e ótimas perspectivas. O evento Café com Negócios do Porto Maravilha, promovido pelo Sebrae Rio na quarta-feira 17, contou com 46 empresas.

Foram mais de cinco horas de divulgação de produtos e serviços, identificação de fornecedores e potenciais parcerias e acesso a informações em uma forte rede de relacionamentos.

O DIÁRIO DO PORTO esteve lá. Conferimos de perto o resultado da pesquisa feita pelo Sebrae com os participantes do Café com Negócios. Todos, sem exceção, disseram ter expectativa de efetivar futuras parcerias e/ou negócios com as empresas presentes.

Os principais segmentos representados foram tecnologia da informação (TI), serviços gráficos, assessoria jurídica, assessoria contábil, representação comercial, consultorias e turismo. A expectativa média de geração de negócios entre os participantes é de cerca de R$ 1,4 milhão.

LEIA MAIS

Conheça o Sebrae no Porto, para empreendedores da região

Sebrae lança cartilha com dicas sobre negócios na Região Portuária

Veste Rio: 5 dicas para consumir moda e ajudar o planeta

“Não adianta ter essa estrutura urbana como temos no Porto Maravilha se não houver negócios, se não tiver muita gente fazendo relacionamento”, defendeu Rilden Albuquerque, gerente de Desenvolvimento Econômico e Social da Cdurp.

O Café com Negócios foi aberto pela coordenadora de Economia Urbana do Sebrae Rio, Débora Finamore. A riqueza do projeto, segundo ela, é a troca de informações entre os empresários. “Isso ajuda a manter e ampliar a força dos pequenos negócios”, afirmou.

Empresários se apresentam uns aos outros no evento
Empresários se apresentam uns aos outros no evento

Maioria sai otimista

Nada menos do que 97% dos empreendedores presentes ao Café com Negócios informaram ter programado ações concretas em função do encontro. São elas: reunião agendada (12%), envio de proposta (19%), cadastro como fornecedor (23%) e envio de e-mail/apresentação (46%). A unanimidade avaliou a sessão como “ótima” (59%) e “boa” (41%).

A programação incluiu palestra sobre técnicas de vendas e oportunidades de mercado. Glauco Nader, empreendedor e consultor do Sebrae Rio, apresentou informações consolidadas das políticas de compras das empresas da Região Portuária.

Setenta e cinco por cento das empresas âncoras entrevistadas informaram que o processo de contratação é centralizado, e 83% das compras são centralizadas na sede da empresa.

O objetivo do encontro é criar redes de relacionamento

As médias e pequenas empresas listaram várias dificuldades no fechamento de contratos. Entre elas, o excesso de rigor na análise documental, a logística de entrega na região e, naturalmente, as complexas questões fiscais. Apesar dos obstáculos, o consultor concluiu com otimismo a palestra no Café com Negócios.

Segundo ele, a crise, que já dura cerca de cinco anos, tem tudo para começar a ser revertida em 2019 no Rio de Janeiro, principalmente em função da aceleração das atividades no setor de petróleo e gás. Além de torcer muito, o momento é de se preparar para os novos tempos, com redes de relacionamentos e troca de informações.