Sítio Burle Marx: um patrimônio carioca e mundial | Diário do Porto

Meio Ambiente

Sítio Burle Marx: um patrimônio carioca e mundial

Situado em Barra de Guaratiba, na Zona Oeste, Sítio Burle Marx é o 23º bem brasileiro inscrito na lista de patrimônios mundiais que inclui o Cais do Valongo

27 de julho de 2021


Jardins e viveiros de plantas nativas do Sítio Burle Marx (Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil)


Compartilhe essa notícia:


O Sítio Roberto Burle Marx foi eleito nesta terça-feira 27 como Patrimônio Mundial pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) na categoria paisagem cultural. Localizado em Barra de Guaratiba, Zona Oeste do Rio de Janeiro, o espaço de 407 mil m² de área florestal abriga uma rica coleção com mais de 3,5 mil espécies de plantas tropicais e subtropicais.

Com o anúncio, o Sítio Burle Marx se torna o 23º bem brasileiro inscrito na lista de patrimônios mundiais e o terceiro do Estado do Rio. A lista inclui o Cais do Valongo, na Região Portuária do Rio. Em suas redes sociais, o sítio afirmou que a inclusão na lista de patrimônios mundiais significa que estes bens tão especiais para o Brasil são também de “valor universal excepcional” para a Humanidade.

Gerido pelo Iphan

O antigo Sítio Santo Antônio da Bica é hoje é uma unidade especial do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) – autarquia federal vinculada à Secretaria Especial da Cultura e ao Ministério do Turismo -, que passou a gerir o sítio a partir de 1994, após a morte de Burle Max.

Para concorrer ao título de Patrimônio Mundial da Unesco, a propriedade passou por um processo de requalificação iniciado em outubro de 2018, e concluído em fevereiro deste ano. Por meio da Lei de Incentivo à Cultura, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) investiu cerca de R$ 5,4 milhões em diversas intervenções e melhorias no local,

Sítio foi eleito Patrimônio Mundial (Tânia Rêgo/Agência Brasil)

 


LEIA TAMBÉM

Sesc RJ na Estrada mostra o Colégio Anchieta, em Nova Friburgo

Cais do Valongo é patrimônio histórico-cultural afro-brasileiro

Marinha e IAB recebem projetos para Museu Marítimo


Quem foi Burle Marx

Conhecido internacionalmente como um dos mais importantes paisagistas do século 20, Roberto Burle Marx nasceu em São Paulo e foi criado no Rio de Janeiro. Viveu no sítio entre 1973 até sua morte, em 4 de junho de 1994. Foi também artista plástico, pintor, escultor, designer de joias, figurinista, cenógrafo, ceramista e tapeceiro. Com milhares de projetos espalhados pelo mundo, Burle Marx concebeu paisagens de destaque no país e no exterior.

O pai do paisagismo modernista foi pioneiro na utilização de espécies nativas brasileiras em seus projetos. Foi também um dos primeiros ambientalistas a reivindicar a conservação das florestas tropicais no Brasil, tendo organizado muitas expedições e excursões pelos biomas nacionais, onde descobriu mais de 30 novas categorias de plantas que levam seu nome.