Biblioteca comunitária completa 1 ano no Morro da Providência | Diário do Porto


Literatura

Biblioteca comunitária completa 1 ano no Morro da Providência

A biblioteca foi idealizada pelo professor Flávio Ribeiro que busca incentivar os jovens do Morro da Providência ao hábito da leitura

17 de junho de 2022

Flávio Ribeiro, morador da Providência (Fotos: Arquivo Pessoal)

Compartilhe essa notícia:


A Biblioteca Comunitária Dodô da Portela completa hoje 1 ano trabalhando com a mais nobre das missões: estimular entre os moradores o hábito da leitura. Situada na Ladeira do Barroso 40, no Morro da Providência, o espaço continua fazendo sucesso. O horário de funcionamento é de terça a domingo, das 9h às 22h.

A construção do espaço de leitura foi idealizado pelo professor Flávio Ribeiro, de 44 anos, que descobriu o poder da leitura após retomar os estudos, em 2013, para concluir o Ensino Médio. O retorno tardio rendeu bons frutos, e ele ganhou um concurso de redação da Academia Brasileira de Letras (ABL).

No último ano, ele firmou parceria com o Museu de Arte do Rio, e as escolas da comunidade para ampliar o saber e  visitar as exposições realizadas.

“Não podemos desistir da nossa educação, ela tem que ser estimulada. Não é porque as crianças são do morro que não podem ter acesso ao conhecimento, ingressar em uma faculdade e frequentar espaços culturais, como os museus. O nosso objetivo é levá-las para uma outra realidade e permitir que elas se desenvolvam da melhor maneira”, afirma Flávio.


LEIA TAMBÉM

CCBB apresenta peça sobre lendas e mitos amazônicos

Alerj investiga a Enel, cuja concessão expira em 2026

Porto Maravilha recebe nova empresa de tecnologia e gestão


Homenagem a Dodô da Portela, que viveu no Morro da Providência

O espaço de nome Dodô da Portela, porta-bandeira pioneira da escola de samba de Madureira, é uma homenagem à memória da ilustre moradora da comunidade, morta em 2015, aos 95 anos.

Flávio está com outro projeto em mente e pretende lançar ainda o Centro Cultural Dodô da Portela. A ideia é que o espaço seja uma espécie de memorial onde será contada a trajetória de vida e de avenida de Dodô. O local utilizado para sediar o projeto é justamente na antiga casa da rainha de bateria da Portela.

Quem quiser ajudar o espaço pode entrar em contato pelo telefone (21) 99481-9042.


/