Base do Centro Presente na Praça XV seguirá fechada durante madrugadas | Diário do Porto


Segurança

Base do Centro Presente na Praça XV seguirá fechada durante madrugadas

Nem crimes como o assassinato de Lucas Ferreira Vianna irão alterar o horário de funcionamento da base do programa Centro Presente na Praça XV

10 de março de 2022

Praça XV continuará sem policiamento do programa Centro Presente durante madrugadas ( DIÁRIO DO PORTO)

Compartilhe essa notícia:


Chico Silva

O jovem Lucas Ferreira Vianna, de 27 anos, foi assassinado na madrugada de domingo na Praça XV, no coração do Centro do Rio. Vianna teve seu pescoço cortado por um menor de idade com uma garrafa de vidro. O crime aconteceu a poucos metros da base do programa Centro Presente, modelo de policiamento de proximidade implantado pelo Governo do Estado e a Polícia Militar na vizinha Lapa em 2014. Se a unidade funcionasse 24h talvez Lucas tivesse uma chance de vida. Mas a base encerra suas atividades às 22h. E nem crimes brutais como o sofrido por Lucas irão fazer com que o horário seja estendido, alterado ou convertido para período integral

“Não temos previsão de ampliação do horário da base na Praça XV. A operação Segurança Presente atua como um reforço no patrulhamento já realizado pelo batalhão da área”, informou ao DIÁRIO DO PORTO a assessoria de comunicação da Secretaria de Governo do Estado (SEGOV), autarquia responsável pelo programa no executivo estadual. Ao ser questionada sobre as razões de o policiamento do Centro Presente na Praça XV não atuar no mesmo horário adotado na Lapa, a pasta informou que no bairro boêmio o esquema é diferente, pois não há operação durante o dia. O Lapa Presente inicia suas atividades diariamente às 19h e vai até o final da madrugada.

 Durante o dia, região da Praça XV tem queda nos índices de criminalidade

O programa tem quatro bases na região central: Praça XV, Lapa, Praça Mauá, Largo da Carioca. O Centro Presente não informa o número de ocorrências por unidade e horário. Divulga apenas os números consolidados das quatro unidades. Em 2021, foram conduzidas 530 pessoas às delegacias da área e 105 mandados de prisão cumpridos. Nos dois primeiros meses desse ano foram 72 pessoas levadas aos DPs e 19 foragidos da Justiça foram presos. No ano passado houve uma redução de 47% no total de roubos em relação a 2019, o último antes da pandemia. Dividido por categoria, houve queda de 41% do número de roubos a pedestres, 61% no de celulares, 50% no de veículos e 61% a estabelecimentos comerciais.

Sem o Centro Presente, o policiamento nos finais da noite e madrugada na Praça XV fica sob responsabilidade do 5º Batalhão de Polícia Militar da Praça da Harmonia. “Por questões estratégicas” a assessoria da PMERJ não informou qual o efetivo do batalhão no perímetro da praça durante o período. De acordo com os dados do Instituto de Segurança Pública (ISP), num comparativo entre os anos de 2021 e 2020, houve queda de 40,6% nos homicídios dolosos na área de atuação do 5º BPM. Na primeira atualização deste ano do ISP, houve queda de 27% nos roubos a transeuntes na região, numa comparação entre os meses de janeiro de 2022 e 2021. A PM não forneceu os dados pelos horário das ocorrências.


LEIA TAMBÉM:

RJ e Nasdaq vão criar Bolsa de Valores verde

Retomada dos Cruzeiros levará 40 mil passageiros ao Pier Mauá

Thinking Digital 2022 terá painel com lideranças femininas do mercado de tecnologia


/