Ator Mário Gomes, da Globo, recebe crachá de Ambulante Legal | Diário do Porto

Empreendedorismo

Ator Mário Gomes, da Globo, recebe crachá de Ambulante Legal

Ator ficou célebre pelas intrepretações de galãs, a partir dos anos 70, na Globo. Hoje, é um dos 5.300 ambulantes que já receberam o crachá da Prefeitura

27 de novembro de 2019


Mario Gomes, ator e galã da TV, exibe o crachá do programa Ambulante Legal (Foto: Marco Antonio Rezende / Prefeitura do Rio)


Compartilhe essa notícia:


O ator Mário Gomes, 68, célebre por suas interpretações de galãs de telenovelas a partir dos anos 70, acaba de se tornar uma das 5.300 pessoas que já receberam o crachá do programa Ambulante Legal, da Prefeitura do Rio.

Ele possui um trailer, em formato de trenzinho, na Praia da Joatinga, próximo da casa onde vive com sua mulher e filhos. O negócio, chamado de X do Gomes, começou como uma barraca e depois foi sendo ampliado para o formato atual, no qual o ator vende sanduíches, sucos e açaí.

O ator, cuja última participação na TV foi em 2018, em “Tempo de Amar”, da Globo, comemorou o recebimento do crachá de ambulante.

“É um dia muito feliz para mim porque é importante a gente estar dentro da lei. É muito bom a gente ter o nosso próprio negócio. Com o crachá, você está apto e ninguém pode falar nada”, afirmou Gomes.

A vida de empreendedor não é uma novidade para ele. Em 1985, após o sucesso da novela “Vereda Tropical”, o ator abriu uma confecção de roupas esportivas, que atualmente fornece produtos para cinco lojas.


LEIA TAMBÉM:

Família de Gugu Liberato doou órgãos. Vamos falar sobre isso?

Rio e Flamengo, grandes marcas que exigem gestão

Câmara exige informações da Prefeitura sobre autódromo


O programa Ambulante Legal já alcançou 108 bairros e distribui crachás com QR code, código de barras bidimensional, que permite acessar informações como nome, número de inscrição e mercadorias que o ambulante está autorizado a comercializar. Além disso, também é possível verificar o local em que o trabalhador pode atuar na cidade, respeitando o ordenamento urbano.

O programa conta com parceria do Sebrae, que orienta os ambulantes a se tornarem microempreendedores individuais (MEI) e oferece cursos gratuitos, como “Sei Vender” e o “Sei Controlar o Meu Dinheiro”, com dicas para aumentar as vendas e administrar melhor as finanças.

Uma das ambulantes já beneficiadas pelo programa da Prefeitura é Antônia Pereira Camilo, de 70 anos, há 50 vendendo cachorro quente, bolos e bolinhos de aipim, “tudo feito na hora”, no Cachambi. Com o crachá de identificação, ela renova suas esperanças.

“É uma conquista, fruto de fé. Meu falecido pai era cozinheiro no Hospital Naval Marcílio Dias. Herdei dele esse talento para a culinária, e minhas filhas também. Esse crachá vai me ajudar a vender mais”, afirma Antônia.