As melhores opções de coworking no coração do Rio | Diário do Porto


Empreendedorismo

As melhores opções de coworking no coração do Rio

Está procurando um coworking no Rio para reduzir despesas ou montar sua empresa em um ambiente de networking? Veja as melhores opções no Centro e no Porto

30 de janeiro de 2019

Espaço de compartilhamento no Nex Rio

Compartilhe essa notícia:


Uma nova forma de trabalho vem mudando a ideia de escritório. O coworking, conceito criado para definir um espaço profissional compartilhado, é uma tendência que muda a forma de organizar o ambiente. Esse modelo tem crescido entre pequenas empresas e profissionais autônomos.

A maior vantagem é a possibilidade de criar uma rede de relacionamentos profissionais e pessoais, um networking, longe do isolamento do home office. Além disso, o profissional ou empresa pode encontrar toda a estrutura tradicional de um escritório. com uma boa localização, por um custo inferior à manutenção de um escritório próprio.

Há muitos espaços que oferecem o serviço no Centro e no Porto do Rio. E cada vez mais. Afinal, o Porto Maravilha é visto pelos especialistas em economia criativa como o ambiente mais propício para as empresas de inovação. O DIÁRIO DO PORTO selecionou as principais opções. Vamos lá.

Regus

Lounge de coworking Regus
O Lounge da Regus é aberto aos associados de outras unidades

Com 16 unidades no Rio de Janeiro e 3 mil no mundo, a Regus foi pioneira em estabelecer o conceito de coworking. Tem, portanto, a melhor estrutura em questão de localização e rede de contatos. Quem se associa a uma unidade tem, por exemplo, o direito de frequentar o lounge e alugar salas de reunião de todas as outras, em qualquer cidade.

A unidade da Av. Presidente Vargas 824 é colada ao metrô e a pontos de ônibus com muitas opções. Ocupa dois andares inteiros de um prédio todo chique. Logo na entrada, após a recepção, o lounge amplo tem uma bela vista, que inclui o centro da cidade e até o Cristo Redentor.

O lounge da Regus é liberado para todos os associados
A vista do lounge da Regus, um atrativo inspirador (Foto: DiPo)

A empresa oferece mesas em espaços de coworking, escritórios físicos e virtuais (com endereço, mailbox, atendimento telefônico personalizado) para empresas e profissionais. Na copa, além do espaço para fazer refeições, há café, água e máquinas de snacks. As salas de reunião também incluem serviço de café e água.

As salas de escritórios para locação oferecem toda a praticidade: mobília pronta, serviço de recepção, água, café e chá, sem necessidade de pagar IPTU ou luz. Os contratos são flexíveis, com duração de até 2 anos, e possibilitam mudanças nas saletas.

Sala de reuniões Regus
Sala de reunião da Regus (Foto: Divulgação)

Ao todo, os dois andares da unidade comportam até 500 pessoas. No momento, ela tem 15 empresas físicas e mais de 200 virtuais, de pequeno a grande porte. Porto Seguro, QCQ Concursos e Globality são algumas delas. Além disso, cerca de 200 profissionais autônomos também são clientes. Para saber os preços, é preciso entrar emcontato e fazer um orçamento.

 

WeWork

Lounge da unidade Carioca da WeWork (Foto: Divulgação)

A WeWork vem travando uma disputa acirrada no mercado com a empresa belga Regus. Com uma pegada mais modernosa, a unidade Carioca tem seis andares com internet, impressão e toda a infraestrutura necessária em cada um deles.

Fica próxima à estação de metrô e à parada Carioca do VLT. Além disso, possui bicicletário, chuveiros, espaços ao ar-livre e sala de bem-estar para meditação, orações e fraldário.

Quanto: R$ 800 a mesa compartilhada. R$ 1,200 a mesa individual. Há também pacotes para escritórios privativos. Para 9 pessoas, por exemplo, sai a R$ 10,800 por mês.

Onde: Avenida Almirante Barroso 81.

Contato:aqui.

GOMA

4° andar do casarão que sedia a Goma (Foto: DiPo)

Nos 4 andares de um casarão antigo da Senador Pompeu 82, existe um polo de inovação e economia colaborativa. Oficializada como uma associação, a principal missão da GOMA é abrigar profissionais e empresas comprometidos com sustentabilidade e articular projetos de impacto socioambiental. Parece um coworking, mas vai além disso.

Diferentemente desse modelo de negócios, a GOMA é ainda mais inovadora: todos os associados participam da gestão, dividindo o ambiente e trabalhando juntos, de modo integrado e colaborativo. Hoje, cada um paga em torno de R$ 640 por mês. É um custo fixo direcionado apenas à manutenção do espaço. Como a associação é sem fins lucrativos, não tem proprietários.

Reunião da Goma
A Goma oferece espaço para reuniões, cursos e outros eventos (Foto: Divulgação)

Com essa participação, eles têm direito a uma mesa, armário, chave do local para usar a qualquer hora, sala de reunião, café, água, chuveiro e outras comodidades. Uma delas é o direito a fazer eventos no local. Para os associados, é cobrada uma taxa apenas quando é requisitada a exclusividade do espaço. O local pode receber reuniões, cursos e outros eventos profissionais.

Algumas empresas que compartilham dos mesmos valores são sediadas no espaço. A Matéria Brasil, por exemplo, reside no local e produz inovação em design sustentável. Além da sede na Zona Portuária, a GOMA também tem uma casa parceira na Urca, que recebe outras empresas e profissionais autônomos.

Para Bruno Temer, co-fundador da Matéria Brasil, a GOMA “é para além do espaço, mas o espaço é essencial pra criar essa relação de pertencimento.” (Saiba mais)

Nex Coworking

Nex Coworking Rio no Glória
Com um ambiente descolado, o Nex oferece espaços de entretenimento para promover interação (Foto: Divulgação)

Se a sua procura é por um ambiente com uma pegada mais moderna e tranquila, o Nex pode ser o lugar certo. Não está exatamente no Centro, entretanto, fica só a uma estação de metrô da Cinelândia, na Glória. Nós resolvemos incluí-lo nessa seleção porque, em termos de charme, é imbatível.

São 2 mil metros quadrados com estúdios privativos, salas de reunião, auditórios para eventos e áreas de convívio. Localizado a 50 metros do metrô, 5 minutos do aeroporto Santos Dumont e do Centro, o espaço tem fácil acesso de qualquer ponto da cidade.

Escritório privativo no Nex Coworking
O Nex oferece espaços que possibilitam o diálogo com outros profissionais sem abrir mão da privacidade (Foto: Divulgação)

O Nex tem muitas opões: mesas para trabalhar com posição fixa, estúdios privativos de tamanhos diferentes, recepção, salas de reunião, cozinha e outros serviços. Além de toda estrutura, há entretenimento e arte nos corredores, eventos, cafés coletivos, happy hours e diversos outros momentos de conexão e inspiração.

Os valores mudam de acordo com o tipo de plano. Para um profissional que não necessita de um escritório fixo, por exemplo, o plano Connect tem uma mensalidade de R$ 59,90 + os serviços que usar durante o mês, como diárias em área compartilhada e horas em salas de reunião. Com ele, o cliente tem acesso a eventos exclusivos, à rede de 700 profissionais e a usar o Nex como seu endereço comercial.

Para visualizar outros planos e fazer um orçamento, fale com a empresa aqui.

Habitat

Área de coworking do Habitat
As áreas de compartilhamento do Habitat contam com estações padrão e estações executivas (Foto: Divulgação)

A 200 metros da Cinelândia, no Edifício Civitas B, o Habitat oferece serviços de acordo com o perfil de cada cliente. Além das estações de trabalho compartilhadas, que contam com os planos Padrão e Executivo, oferece salas privativas e sala de eventos.

Também oferece serviços sob demanda, como o HC Connect, sistema de telefonia com número comercial exclusivo, login/logoff com senha e secretária eletrônica. Outro serviço interessante é o HC Express, equipe de apoio para entregas e coletas de documentos. Este serviço encontra-se disponível para qualquer local num raio de até 20km do Coworking.

Para consultar os preços, entre em contato com a empresa aqui.

 

EDX coworking

O Auditório do EDX comporta 480 pessoas (Foto: Divulgação)

Em localização privilegiada no Centro, na Avenida Rio Branco, o prédio tem fácil acesso a metrô, barcas, ponto de ônibus, bicicletários e VLT. A estrutura da EDX possui, além do espaço de coworking, auditórios, salas de treinamento, salas de reunião e salas privativas de todos os tamanhos.

No espaço de coworking, que acomoda até 13 pessoas, tem acesso à internet, ar-condicionado, impressoras e quadro branco. Por hora, o preço individual é de R$ 25,00. A diária é R$ 100. Mas pagando o plano mensal, custa R$ 780. Entre em contato aqui.

 

Espaço OmLoc

A estação de trabalho da OmLoc conta com ar-condicionado, internet, café e água (Foto: Divulgação)

Na Rua da Quitanda 185, a 8 minutos da estação do metrô Uruguaiana e a 3 minutos da estação do VLT São Bento, a OmLoc é uma opção de coworking menos luxuosa, mas confortável. Possui salas de reunião, salas de treinamento, espaço corporativo e serviço de escritório virtual.

As estações tem espaço compartilhado, estimulando o networking e a realização de novos negócios. As salas de reunião têm projetores, TV e estrutura para conferências. Já os planos de espaços corporativos contam com salas privativas com acesso exclusivo, acesso à sala de reunião e serviços de infraestrutura completa.

A OmLoc também tem espaço de copa com estrutura para refeições (Foto: Divulgação)

Na estação de trabalho em conjunto, a diária sai a R$ 50, mas a mensalidade, a R$ 500. Quem paga o plano mensal tem direito a utilizar a sala de reunião durante 4 horas por mês. As salas de reunião e de treinamento custam R$ 40,00 por hora. Entre em contato aqui.

 

Código Aberto Coworking

Casarão da Código Aberto coworking
Um dos espaços em comum da casa (Foto: Divulgação)
Da janela, visão privilegiada para a Praça Mauá em um casarão de 1.200 m². Na construção de 1913, na Ladeira João Homem 56, funciona o Código Aberto Coworking, um espaço dedicado a empreendedores e criadores de conteúdo digital.
Foi desenvolvido pela TAG Creator como um ambiente de trabalho compartilhado. É, também, um suporte a profissionais autônomos e pequenas empresas que precisam de apoio estrutural no crescimento de suas iniciativas.
A casa tem um time de digital influencers vinculados, somando marcas e criadores em um mesmo espaço.

 

 

 

 

Estúdio de fotografia e filmagem do coworking
Código Aberto tem estúdio de fotografia e filmagem para criadores de audiovisual (Divulgação)
O espaço de coworking conta com 4 salas divididas em 6 estações fixas de trabalho cada. Além disso, tem sala de reunião para negociações reservadas e capacitações de equipes ou cursos, estúdio de fotografia e filmagem, cozinha comunitária, 4 banheiros e 1 deck de madeira com vista para a Praça Mauá.

Entre em contato e faça um orçamento com eles pelo site ou pelo telefone (98039-3656).

 

Gestão de Coworking

O endereço da empresa é na Rua Visconde de Inhaúma 50, no Centro. Fica perto de pontos de ônibus, estações do VLT e do metrô. Oferece estrutura para a realização de cursos, treinamentos, palestras, workshops e reuniões. Entre os serviços, tem sala privativa, sala de treinamento, endereço fiscal e comercial e estação de trabalho compartilhada.

A Gestão de Coworking tem boas salas para palestras, cursos e reuniões (Foto: Divulgação)

Há opções de de plano diário, mensal, meia-diária e estação de trabalho. Todos incluem ambiente climatizado, Wireless e Datashow, recepção e coffee break. Para saber os preços, é necessário consultar no site ou pelo telefone (98810-7465).