Anima Praça realiza festival de marionetes nas redes sociais | Diário do Porto

Programação

Anima Praça realiza festival de marionetes nas redes sociais

Criado por artistas da periferia do Rio de Janeiro, o Festival Anima Praça leva a arte de marionetes e mamulengos para as redes sociais até 31/11

14 de julho de 2021


Mais de 60 artistas e pesquisadores do Teatro de Formas Animadas participam da edição virtual (Fotos: Divulgação)


Compartilhe essa notícia:


Em sua terceira edição, o Festival Anima Praça, criado por artistas da periferia do Rio de Janeiro, acontece de forma on-line até 31 de novembro. A produção reúne espetáculos de várias regiões do Brasil que utilizam as formas animadas como instrumento de manifestação artística, com mais de 40 apresentações em vídeos disponíveis no Youtube.

O Anima Praça é fruto de uma parceria do Grupo Depois do Ensaio e da Cia Ih, Contei!, com o patrocínio da Secretaria Estadual de Culturae Economia Criativa do Rio de Janeiro.

Os artistas realizam apresentações utilizando-se das diversas manifestações da linguagem de formas animadas (Teatro de Bonecos, Teatro Lambe-Lambe, Teatro de Objetos, Teatro de Sombras, Teatro com Máscara, Palhaçaria, Projeções, Contação de Histórias, entre outras).


LEIA TAMBÉM:

Castro confirma reativação do teleférico do Alemão

Covid leva Cacau Fernandes, fotógrafa da superação

Theatro Municipal faz 112 anos com programação especial


Anima Praça leva arte para a periferia

Idealizado por artistas periféricos, o projeto também busca encontrar novos talentos e mostrar o trabalho de companhias de grande referência nacional. Além das apresentações no YouTube, os grupos produzem apresentações ao ar livre em espaços do subúrbio carioca, com eventos também em equipamentos de cultura localizados na zona sul e centro da cidade.

“É uma alegria muito grande poder levar as formas animadas para o subúrbio do Rio. A edição do ano passado foi uma festa. Pessoas de todas as idades pararam para assistir as apresentações. Foi lindo ver tanta gente assistindo aos espetáculos ao ar livre”, disse Leandro Pedro, um dos idealizadores do festival.