Alerj faz audiência pública sobre barcas para Paquetá | Diário do Porto

Mobilidade

Alerj faz audiência pública sobre barcas para Paquetá

Nesta quarta, Comissão de Transporte discute a decisão da CCR de reduzir opções de barcas para Paquetá, que prejudica a vida na ilha e desvaloriza imóveis

11 de fevereiro de 2020


Decisão da CCR Barcas prejudica a vida em Paquetá, ilha mais charmosa do Rio (Foto DiPo)


Compartilhe essa notícia:


A população de Paquetá ainda não se deu por vencida pela decisão da CCR Barcas de reduzir as viagens para a ilha mais charmosa do Rio. A mudança na grade prejudica trabalhadores, estudantes, empreendedores de turismo e pode, inclusive, desvalorizar os imóveis, uma vez que dificulta morar na ilha e trabalhar na cidade. Nesta quarta-feira 12, a Comissão de Transportes da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) faz audiência pública sobre o assunto, a partir das 10h, no plenário do Palácio Tiradentes.

O deputado Dionísio Lins (PP), que preside a comissão, diz que é preciso cobrar da CCR Barcas a apresentação da parte do contrato que prevê a redução do número de linhas para o transporte de passageiros. O deputado vai questionar como a concessionária pode alegar uma crise financeira se, logo após assumir em 2012, o governo estadual autorizou um reajuste de tarifa de cerca de 60%.


LEIA TAMBÉM:

20 anos após desastre da Petrobras, Mangue Vivo luta pela Baía

Carnaval 2020: agenda dos blocos de rua

Fecomércio: pirataria traz prejuízo de R$ 822 milhões ao Rio


“Sabemos que o empresário não faz bondade. Por isso, é preciso que se chegue a um meio termo para quem investiu não ter prejuízos, e quem utiliza o serviço não ser escravizado. Essa audiência quer colaborar com as partes envolvidas para que uma solução seja viabilizada, pois a redução de horários e ofertas de barcas para a Ilha de Paquetá pela CCR Barcas, que começou no dia 25 de janeiro passado, vem trazendo grande constrangimento não só para os moradores, mas também um enorme prejuízo para o turismo e a economia local”, disse o deputado.

Estarão presentes o secretário de Estado de Transportes, Delmo Pinho, representantes da Agência Reguladora de Transportes (Agetransp) e da Defensoria Pública, além de moradores de Paquetá, da Ilha do Governador e de Niterói, localidades atendidas pela CCR Barcas.