Alerj aprova redução de ICMS para biogás e biometano | Diário do Porto


Energia

Alerj aprova redução de ICMS para biogás e biometano

Assembleia aprova projeto de autoria do Executivo Estadual que reduz de 20% para 12% o ICMS para produtos com biogás e biometano

16 de março de 2022

Biogás e biometano terão ICMS reduzido no Rio (divulgação/Prefeitura de Nova Iguaçu)

Compartilhe essa notícia:


A comercialização de produtos com biogás e biometano poderá ter redução no Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), com a alíquota passando de 20% para 12%. É o que prevê o Projeto de Lei 5.475/22, de autoria do Poder Executivo, que internaliza o convênio 112/13, do Conselho Nacional de Política Fazendária, que trata do tema. A proposta foi aprovada pela Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) em discussão única nesta terça-feira (15/03). A medida segue para sanção ou veto do governador Cláudio Castro.

“É um projeto de redução de base tributária para produção de biometano. É um projeto que contém um viés ecológico de sustentabilidade, que é o desejável para ter mais segurança ambiental e uma produção cada vez menor de combustíveis fósseis”, comentou o deputado Luiz Paulo (Cidadania), presidente da Comissão de Tributação, que lembrou que o preço do barril do petróleo já ultrapassa os US$ 100.

Produção sustentável de biogás e biometano

O texto prevê que, anualmente, seja elaborado um estudo sobre a produção de biogás no estado, com uma análise comparativa do setor em relação aos demais. Anualmente, o Executivo deverá enviar à Alerj (e publicar de forma on-line) a relação dos contribuintes que foram beneficiados, os impactos positivos no meio ambiente e no orçamento. Os beneficiados, por sua vez, deverão enviar à Secretaria de Estado de Fazenda os resultados socioeconômicos e ambientais, com ênfase na geração de emprego e renda e redução dos impactos ambientais na fabricação dos produtos.


LEIA TAMBÉM:

Uerj inaugura nova sede de Colégio de Aplicação em imóvel adquirido pela Alerj

Museu do Amanhã anuncia volta das terças gratuitas

Coalizão Rio apoia “Projeto LEBLON NOZAP”

 

 


/