Música

Afoxé Filhos de Gandhi homenageia Tia Lúcia no MAR

Para lembrar artista ícone da Região Portuária, que morreu em setembro, programação teve exposição ‘O Rio do Samba’, cortejo do Carimbloco e samba com Feitiço do Rio

20 de outubro de 2018

Compartilhe essa notícia em sua rede social:
Tia Lúcia, que morreu em setembro, deixou uma importante obra pela cultura negra no Rio (Foto: Divulgação)

Ela faz uma falta danada. Tia Lúcia, artista ícone da Região Portuária, ganhou homenagem neste domingo (21) no Museu de Arte do Rio (MAR). A programação incluiu ‘Conversa de Galeria’ na exposição O Rio do Samba, cortejo do Carimbloco, do Afoxé Filhos de Gandhi RJ e da agremiação Feitiço do Rio.

Lúcia Maria dos Santos, a Tia Lúcia, deixou as ruas do porto do Rio que tanto amava em setembro, mas seu legado artístico, de luta e sabedoria permanece vivo. Saiba mais sobre a vida e obra de Tia Lúcia.

Na exposição O Rio do samba: resistência e reinvenção, monitores coordenam trabalho para tecer memórias nas redes de afeto de Tia Lúcia. Afinal, contar a história da cidade é contar a história de seus personagens. Então, a equipe do museu convida o público a participar da conversa trazendo objetos, fotos e histórias que materializam a presença dessa matriarca. Os depoimentos e objetos darão origem a uma exposição.

A Pedra do Sal foi tombado tombado pelo Instituto Estadual do Patrimônio Cultural (Inepac) em 1984 (Foto: Alexandre Macieira/Riotur)
A Pedra do Sal foi tombada pelo Instituto Estadual do Patrimônio Cultural (Inepac) em 1984 (Foto: Alexandre Macieira/Riotur)

Atualizada em 22 de outubro de 2018, às 16h

Compartilhe essa notícia em sua rede social: