Aeroporto de Macaé terá novo terminal de R$ 160 milhões | Diário do Porto


Infraestrutura

Aeroporto de Macaé terá novo terminal de R$ 160 milhões

Zurich Airports no Brasil planeja, até 2023, melhorar condições do Aeroporto de Macaé, hoje 100% offshore, para ampliar aviação comercial

14 de maio de 2021

Aeroporto de Macaé hoje recebe 200 mil passageiros/ano, 100% offshore (Foto: Maurício Porão/Prefeitura)

Compartilhe essa notícia:


O Aeroporto de Macaé, um dos mais movimentados do interior fluminense, ganhará um novo terminal de passageiros até 2023. Esta semana, representantes do grupo suiço Zurich Airport, que gerencia o aeroporto, apresentaram o projeto de construção do novo terminal, orçado em R$ 160 milhões. É o segundo aeroporto do grupo a receber investimentos no Brasil – o primeiro foi em Florianópolis.

Cerca de 200 mil passageiros ao ano, todos de offshore, são recebidos no Aeroporto de Macaé. É dedicado a atender exclusivamente a indústria petroleira. Mas o novo terminal possui terreno para expansão (48 hectares) e capacidade extensiva (ca. 11.000 m²).

O CEO Ricardo Gesse afirmou que Macaé tem importância fundamental para o plano de negócios da da Zurich Airports no Brasil. “Este é um projeto que enche a empresa de orgulho. Realmente acreditamos no desenvolvimento da cidade, vemos muitos potenciais e possibilidades aqui. Há toda uma infraestrutura na cidade, como uma boa rede hoteleira e de operação offshore, e com a construção do novo terminal isso será reforçado”, pontuou.

“Acreditamos muito no futuro de Macaé e no futuro da aviação offshore, como também da aviação comercial, que é o que todos querem e que também queremos muito. Estamos em contato direto com diversas companhias aéreas e com certeza todos esses movimentos que estão sendo feitos, seja pelo poder público, pela sociedade civil organizada de Macaé e pelo Aeroporto, ajudam a ter aumento de voos comerciais no futuro”, ressaltou Ricardo Gesse.

Novo ‘gás’ para o desenvolvimento econômico

Projeto Novo Aeroporto - Foto João Barreto (10)
Prefeito de Macaé, Welberth Rezende participou do evento no Aeroporto de Macaé (Foto: João Barreto / Prefeitura de Macaé)

O prefeito de Macaé, Welberth Rezende, que participou do encontro na terça-feira (11), acrescentou que o anúncio deste novo complexo aeroportuário para o município é um marco para cidade. “O Aeroporto de Macaé é importante e estratégico, pois conversa diretamente com o mercado de óleo e gás, extremamente exigente, e esse novo empreendimento atenderá todas as suas expectativas”, frisou.

 


LEIA TAMBÉM

Vamos impedir que o aeroporto Santos Dumont mate o Galeão

Modelo de privatização do Santos Dumont tem resistências no Rio

Galeão é beneficiado por lei aprovada na Alerj


 

Segundo ele, a cidade está vivendo um novo momento por conta do gás natural. “Precisamos estar alinhados com esse mercado, mas, além disso, estamos discutindo agricultura, turismo e, sobretudo, na transformação da cidade num polo educacional”.

Para o secretário de Desenvolvimento Econômico, Desenvolvimento e Renda, Rodrigo Vianna, o equipamento “irá proporcionar à cidade a alavanca do desenvolvimento econômico e de matrizes econômicas tão importantes, como no turismo, no mercado imobiliário e indústria do óleo, gás e energia”. O secretário adjunto de Turismo, Fernando Amorim, ressaltou que “o turista chegará de forma rápida e confortável” a Macaé.

A Zurich Airport

 Projeto Aeroporto Macae
Apresentação do projeto de novo terminal no Aeroporto de Macaé (Foto João Barreto)

Além do aeroporto de Zurique, a empresa concentra seus investimentos na América Latina, onde atua nos aeroportos de Bogotá, Curaçao e nos aeroportos de Iquique e Antofagasta, no Chile. Em 2019, a empresa também ganhou a concessão para construir e operar o segundo aeroporto de Nova Delhi, na Índia.