Abertas as inscrições para o "Prêmio Espírito Público 2021" | Diário do Porto

Inovação Social

Abertas as inscrições para o “Prêmio Espírito Público 2021”

Neste ano, o Prêmio Espírito Público terá uma categoria inédita para reconhecer iniciativas de entidades que trabalham o tema Segurança Alimentar

16 de agosto de 2021


Os vencedores do Prêmio Espírito Público de 2019 (foto: Lucas Landau)


Compartilhe essa notícia:


Com o objetivo reconhecer agentes públicos que se dedicam à promoção de serviços de qualidade no País, o Prêmio Espírito Público abriu inscrições hoje para a sua quarta edição. Os interessados podem se inscrever até o próximo dia 5 de setembro pelo site do concurso.

A premiação deste ano é um projeto da Parceria Vamos, formada pelaFundação Lemann, Instituto Humanizee a República.org, organizações da sociedade civil que atuam no fortalecimento das lideranças do setor público e do terceiro setor.

Nesta edição, a premiação será dividida em três categorias: pessoas que se destacam nos setores de Assistência Social, Gestão de Pessoas, Meio Ambiente, Saúde e Segurança Pública; equipes que fazem a diferença na área da Educação; e instituições que tenham contribuído de maneira efetiva e relevante para o tema da Segurança Alimentar, tendo em vista os desafios da pandemia da Covid-19 no Brasil.

“A pandemia mostrou mais uma vez como profissionais públicos importam e fazem a diferença na vida da população. Consequências da Covid-19 e do distanciamento social na saúde da população, perdas educacionais dos nossos jovens, aumento do desemprego e nosso retorno ao mapa da fome são desafios urgentes, que precisaremos endereçar com políticas públicas. Premiar as pessoas, equipes e instituições que trabalham incansavelmente para mudar essa realidade é nossa forma de reconhecer iniciativas que têm um impacto tremendo”, destaca Ana Paula Pellegrino, codiretora executiva da República.org.

Prêmio Espírito Público celebra a trajetória dos profissionais

Na categoria “Pessoas que Transformam” poderão participar profissionais públicos, brasileiros ou estrangeiros, que trabalham atualmente na administração pública direta ou indireta (incluindo fundações, autarquias e empresas públicas), nas esferas federal, estadual ou municipal. Os profissionais devem ter, no mínimo, 8 anos de atuação no setor público, sendo pelo menos 4 deles na última década. Esta categoria oferecerá 5 eixos setoriais: Assistência Social, Gestão de Pessoas, Meio Ambiente, Saúde e Segurança.

A categoria “Equipes que Transformam” reconhecerá o trabalho feito na área de Educação. Poderão se inscrever grupos compostos por, no mínimo 3 e no máximo 10 profissionais públicos, sendo uma pessoa representante da equipe e responsável pela inscrição. Todos os membros deverão ter, no mínimo, 5 anos de atuação no setor público brasileiro na última década.


LEIA TAMBÉM:

Estado do Rio lidera ranking de serviços em junho, aponta IBGE

A Noite e Capanema são as joias do “feirão” da União

AQWA Corporate terá novo restaurante


A categoria “Instituições que Transformam”, uma das maiores novidades desta edição, promoverá o reconhecimento de entidades da administração pública direta e indireta que contribuem para a promoção da Segurança Alimentar. Essa categoria não aceitará inscrições e a candidatura se dará por indicação dos parceiros do prêmio. Serão indicadas instituições que desenvolveram ações, sobretudo no último ano, para assegurar alimentação adequada à população. A escolha se dará por uma votação popular.

Prêmios em dinheiro e mentoria

A escolha dos vencedores das demais categorias será feita por júris e comitês setoriais compostos por profissionais notáveis do setor público e academia, representantes do terceiro setor e de organizações com grande experiência em temas afins, além de ganhadores de edições anteriores. Critérios como diversidade, impacto social, contribuição técnica, capacidade de mobilização e efeito multiplicador, iniciativa e integridade serão observados pelos jurados.

A categoria Equipes que Transformam selecionará uma equipe vencedora e cada um dos 5 eixos setoriais da categoria Pessoas que Transformam terá 3 vencedores. Além dos prêmios em dinheiro que variam de R$ 5 mil para indivíduos a R$ 15 mil para equipes, os vencedores receberão a oportunidade de passar por um processo de imersão de aprendizado em gestão pública.